TRABALHADORES BANCÁRIOS NO BANCO DO BRASIL E NA CAIXA TÊM SEUS COMPROMISSOS E SUAS RESPONSABILIDADES REDOBRADOS NESTE MÊS DE MAIO

DUAS ELEIÇÕES DE GRANDE IMPORTÂNCIA PARA A AMPLIAÇÃO DAS CONQUISTAS ALCANÇADAS NESTES 05 ANOS DE GESTÃO CONDUZIDA PELOS TRABALHADORES

Na PREVI-BB, a eleição acontece entre os dias 16 e 28 de maio e o movimento sindical cutista apóia e pede votos para a CHAPA 3 – COMPETÊNCIA, SEGURANÇA E MAIS BENEFÍCIOS.

Conheça os integrantes da chapa e acompanhe mais informações pelo sítio www.competenciaesegurancavote3.com.br.

Na FUNCEF, a eleição acontece entre os dias 19 e 26 de maio e o movimento sindical cutista apóia e pede votos para a CHAPA 1 – A CHAPA DO MOVIMENTO.

Conheça os integrantes da chapa e acompanhe mais informações pelo sítio www.chapadomovimento.org.br.

FETEC – CUT – PR e os nossos sindicatos filiados.

==============================================

Eleições PREVI 2008: votação começa amanhã, 16 de maio, e vai até o dia 28; a FETEC-CUT-PR e seus sindicatos filiados apóiam e pedem voto para a CHAPA 3
Eleições PREVI 2008: votação começa em 16/5. Tire suas dúvidas e participe!

A partir das 9h de 16/5 e até às 18h de 28/5, você pode votar na chapa de sua preferência nas Eleições PREVI. Serão eleitos dois titulares e dois suplentes para o Conselho Deliberativo, um titular e um suplente para o Conselho Fiscal, o titular da Diretoria de Seguridade e um titular e um suplente para os Conselhos Consultivos tanto do Plano 1, como do PREVI Futuro. Todos os eleitos terão mandato de quatro anos.

Foi enviada edição especial da Revista PREVI dedicada às Eleições 2008 com informações sobre os candidatos e as propostas de cada uma das quatro chapas. Além disso, você pode consultar aqui no site a versão on line dessa edição, além de espaço dedicado a notícias e informações sobre as Eleições 2008.

O site PREVI divulga abaixo perguntas e respostas sobre o processo eleitoral. Leia também as propostas de cada chapa e participe. Você pode ajudar a construir o futuro da PREVI.

Quem vota?

Os participantes e assistidos maiores de 18 anos e inscritos nos planos de benefício até 31/1/2008. No total, 166.476 pessoas podem escolher seus representantes.

Onde voto?

Os funcionários do Banco do Brasil da ativa votam pelo SISBB.

Aposentados, pensionistas, contribuintes e participantes externos, e quadro próprio da PREVI votam pelo 0800-729-0808. Preste atenção, pois seu voto será computado apenas após você ouvir a mensagem “Votação concluída com sucesso. A PREVI agradece sua participação. A ligação é gratuita”.

Preciso de senha?

Sim, nos dois casos. Os funcionários da ativa utilizam a senha do SISBB.

Para votar por telefone é preciso ter a senha de seis dígitos utilizada no Auto-atendimento do site PREVI. Quem precisar de segunda via pode cadastrar nova combinação numérica no próprio Auto-atendimento, opção Cadastrar Senha. Ou ligar para a Central de Atendimento e falar com os atendentes. Nas duas opções, alguns dados pessoais devem ser confirmados pelo participante ou assistido.

Vivo no exterior, também voto?

Sim. Funcionários da ativa votam pelo SISBB e aposentados, pensionistas, contribuintes e participantes externos no exterior votam pelo telefone (21) 3870-1040. Nesse caso, o custo da ligação internacional é por conta do participante ou assistido.

Esse sistema de votação é seguro?

A segurança do processo de votação é uma preocupação legítima dos eleitores. A PREVI adota procedimentos que asseguram o sigilo do voto, a integridade e a fidelidade das informações. A votação é realizada em canais eletrônicos e invioláveis. Todo o processo eleitoral é acompanhado por auditorias interna e externa.

Quando será divulgado o resultado?

No próprio dia 28/5, poucas horas após o encerramento da votação, marcado para as 18h. a divulgação será feita no site PREVI e na Agência de Notícias do SISBB.

Quando será a posse?

A posse dos dirigentes está prevista para segunda-feira, 2/6.

NOTÍCIA COLHIDA NNO SÍTIO www.previ.com.br.

=====================================================

Na PREVI-BB, a eleição acontece entre os dias 16 e 28 de maio e o movimento sindical cutista apóia e pede votos para a CHAPA 3 – COMPETÊNCIA, SEGURANÇA E MAIS BENEFÍCIOS

Mais benefícios para todos os associados

As metas e compromissos da Chapa 3 para a direção da Previ no próximo período são: continuar investindo os recursos com competência, dando segurança a todos de que nosso plano é perene, e incorporar novos benefícios que atendam a totalidade dos associados. Isso é possível porque a Previ vive um período de excepcional êxito. Em cinco anos seguidos acumulou superávit de R$ 52,9 bilhões. Com isso foi possível incorporar conquistas nos últimos anos, que já são definitivas e fazem parte do patrimônio dos associados. Esse processo foi concluído.

Do superávit apresentado, R$ 37 bilhões podem ser utilizados para melhorar benefícios. Esse é o resultado de uma gestão séria, competente, segura, que vem alcançando a mais alta rentabilidade nos investimentos entre todos os fundos de pensão do país, tanto no Plano 1 como no Previ Futuro.

A correção de uma séria de distorções no plano foi feita com a incorporação de conquistas para dezenas de milhares de associados, como a redução da Parcela Previ, o aumento do teto de benefícios, a alteração da fórmula de cálculo da aposentadoria e os benefícios especiais. Mais a suspensão das contribuições, que beneficia a todos os participantes do plano. A participação dos representantes eleitos dos associados na direção da Previ foi fundamental para o êxito da gestão e para as conquistas das melhorias de benefícios.

A Chapa 3 – Competência, Segurança e Mais Benefícios é protagonista dessa história. Formada por representantes de todos os segmentos dos associados (novos e antigos, da ativa e aposentados, homens e mulheres), a Chapa 3 mescla a experiência de quem já participa da gestão da Previ com novos colegas que se juntam a esse compromisso de tornar o nosso fundo de pensão cada vez mais sólido, seguro e transparente.

================================================

Juntos conquistaremos mais

Resultado do esforço e da luta dos dirigentes eleitos, dos sindicatos e das entidades do funcionalismo – e, principalmente, da participação dos associados -, muitas conquistas ocorreram na Previ. Com os superávits consecutivos nos últimos cinco anos, algumas distorções foram corrigidas e conquistamos incorporação de diversas melhorias de benefícios. Relembre as principais conquistas no Plano de Benefícios 1 :

As conquistas dos associados do Plano 1

Resultado do esforço e da luta dos dirigentes eleitos, dos sindicatos e das entidades do funcionalismo — e, principalmente, da participação dos associados —, muitas conquistas foram obtidas na Previ. Confira:

SEGURANÇA

Seu patrimônio foi triplicado em cinco anos

Em 2002, quando o interventor nomeado pelo governo FHC deixou a Previ, o fundo dos associados apresentava patrimônio de R$ 43,5 bilhões e um déficit acumulado de R$ 3,6 bilhões. A Previ fechou o balanço de 2007 com patrimônio de R$ 138,2 bilhões e superávit de R$ 52,9 bilhões.

O grande salto do patrimônio dos associados e do superávit

Ano
Patrimônio (R$ bilhões)
Superávit/(déficit)

2002
43,6
(3,6)

2003
58,0
4,0

2004
70,4
9,8

2005
83,1
18,9

2006
106,0
34,8

2007
138,2
52,9

MAIS BENEFÍCIOS

R$ 37 bilhões para melhorias de benefícios

Além das conquistas recentes, os associados ainda dispõem de mais de R$ 37 bilhões contabilizados no Fundo de Reserva para Revisão do Plano, disponíveis para serem utilizados em novos benefícios aos participantes do Plano 1.

COMPETÊNCIA DE QUEM JÁ CONQUISTOU

Conquistamos R$ 18 bilhões em melhorias de benefícios

Dos sucessivos superávits, R$ 18 bilhões já foram usados nos últimos três anos para melhorar benefícios dos associados, suspender contribuições e tornar o plano mais seguro e sustentável.

Suspensão das contribuições

Todos os associados foram beneficiados com a suspensão do pagamento dos 8% mensais, o que na média corresponde a 5% do valor do salário integral. A suspensão das contribuições, aprovada pelos associados do Plano I em consulta realizada em junho do ano passado, já foi estendida para 2008 e pode ser prorrogada enquanto houver saldo na conta Reserva Especial, que era de R$ 37,9 bilhões em dezembro de 2007.

Redução da Parcela Previ

Conquistada em 2006, ao final de longas e difíceis negociações com o banco. A PP foi reduzida para 60% do valor, de R$ 2.200,06 para R$ 1.468,21, com a utilização do Fundo Paridade, instituído em 2002 com os recursos que o banco na época queria expropriar da Previ e foi impedido pela ação dos dirigentes eleitos e dos sindicatos. Cerca de 60 mil participantes que já estavam aposentados ou prestes a se aposentar tiveram aumento de benefícios.

Adicional para quem contribuiu mais de 30 anos

O novo regulamento trouxe ainda um aumento de benefícios aos mais de 10 mil participantes que contribuíram por mais de 30 anos à Previ e estiveram na ativa entre 4 de março de 1980 e 31 de dezembro de 2006 (quando foi apurado o superávit), período de capitalização do Plano I.

Mais vantagens com a Nova Carim

Para corrigir distorções que aumentavam os valores dos financiamentos e das prestações, os dirigentes eleitos conseguiram aprovar em 2004 alterações importantes na Carim, permitindo a redução das prestações e a liquidação antecipada do saldo devedor.

Cerca de 15 mil mutuários foram favorecidos naquele momento e, no ano passado, 14 mil associados se inscreveram para o financiamento da casa própria. Além disso, por meio de um acordo com a Caixa Federal, a Previ conseguiu liberar os recursos do FGTS da conta de seus participantes do Plano 1 para complementar o valor do financiamento imobiliário.

Elevação do benefício para 90% do salário

O superávit também foi utilizado para a concessão de três benefícios especiais que atingiram a quase totalidade dos participantes. Um deles foi o benefício especial de remuneração a mais de 38 mil associados, gerado com a elevação do benefício de 75% para 90% da remuneração.

Reajuste para quem contribuiu menos de 30 anos

Essa mudança elevou os benefícios de mais de 30 mil participantes (e pensionistas) que se aposentarem ou já se aposentaram a partir de 24 de dezembro de 1997 com menos de 30 anos de contribuição à Previ.

Suspensão das contribuições

Todos os associados foram beneficiados com a suspensão do pagamento dos 8% mensais, o que na média corresponde a 5% do valor do salário integral. A suspensão das contribuições, aprovada pelos associados do Plano I em consulta realizada em junho do ano passado, já foi estendida para 2008 e pode ser prorrogada enquanto houver saldo na conta Reserva Especial, que era de R$ 37,9 bilhões em dezembro de 2007.

Capec mudou para melhor

Para tornar o pecúlio atrativo a todas as faixas etárias e ganhar novas adesões, a Capec passou por uma reestruturação em 2005, com aumento dos valores de todas as coberturas e redução da maioria das mensalidades nos planos de pecúlio por morte.

=================================================

A Chapa 3 tem um conjunto de compromissos e propostas para, juntos, conquistarmos mais benefícios para todos as associados nas negociações de superávit com o banco.

Mais benefícios para todos os associados

Como resultado da seriedade e da competência na gestão (graças à participação dos associados, dos dirigentes eleitos e das entidades do funcionalismo), R$ 37 bilhões do superávit estão reservados para novos benefícios dos participantes do Plano 1. Nas negociações que já foram iniciadas com o banco, temos como prioridade a conquista de novos benefícios que atendam a todos os associados. Os compromissos da Chapa 3 com você são:

– Discutir amplamente com os associados as formas de utilização do superávit e decidir as medidas por votação nacional do Corpo Social.

– Aumentar o benefício mínimo.

– Manter a suspensão das contribuições.

– Novo benefício por meio de reajuste extraordinário para todos os aposentados e pensionistas com patamar mínimo e incorporação para os associados da ativa, para uso do benefício no momento da aposentaria.

– Aumento do patamar das pensões.

– Cobrar o cumprimento do acordo do banco para a implantação da aposentadoria antecipada para as mulheres aos 45 anos de idade.

– Aumento do teto de contribuição e benefícios para 100%.

– Atualização permanente dos limites de empréstimo simples.

– Concluir a implantação do financiamento imobiliário, de maneira a atender a todos os associados interessados.

Mais rentabilidade e benefícios para o Previ Futuro

Criado em dezembro de 1997, o plano completa a sua primeira década com mais de 47 mil associados, transformando-se em um dos maiores planos de previdência complementar do país. Diferentemente do Plano 1, o Previ Futuro é um plano de Contribuição Definida, onde não existe a figura do superávit. Os resultados obtidos pela aplicação dos recursos são revertidos direto para a conta do participante, mediante valorização da cota pessoal.

A rentabilidade do plano é, portanto, o fator mais importante a ser observado por todos que dele fazem parte. Pois é isso que garantirá o futuro dos associados na hora da aposentadoria. Assim, quanto maior for o crescimento das cotas melhor será o benefício.

Além da rentabilidade maior, é importante buscar novas conquistas, como empréstimo simples e financiamento imobiliário — direitos que todos os participantes já têm atualmente —, que pela legislação estão limitados a 15% do total dos recursos do plano. Confira as propostas da Chapa 3 para o Previ Futuro:

– Diversificar os investimentos para obter melhor rentabilidade

Esta deve ser a principal meta na administração do plano, pois o futuro de cada funcionário dependerá da competência da administração dos recursos durante os anos de poupança do funcionalismo. Diferentemente do Plano 1, o Previ Futuro é um plano de Contribuição Definida, onde todo resultado é revertido para a cota do participante.

– Reduzir a Parcela Previ para aumentar os benefícios de risco

Como a Parcela Previ não foi corrigida ainda para o Plano Previ Futuro, quem se aposentar por invalidez perde grande parte do benefício. A exemplo do Plano 1, temos de cobrar e implementar a sua redução.

– Abolir a idade mínima para aposentadoria

Esta é uma distorção que não cabe para os planos de Contribuição Definida, pois o benefício de quem se aposenta tem por base o volume de recursos que cada participante poupou até o pedido do benefício. Isso não gera nenhum ônus adicional aos demais participantes.

– Implementar os perfis de investimento

O perfil de investimento é o mecanismo pelo qual o funcionário poderá também decidir como aplicar os recursos vertidos ao plano. Como o investimento é de longo prazo, cada participante poderá avaliar como pretende distribuir seus recursos por meio de perfil conservador, moderado ou agressivo. O funcionário faz a opção e a área de investimentos da Previ faz a aplicação. É, portanto, a combinação da decisão individual do funcionário com a orientação estratégica da Previ, que já demonstrou ser capaz de administrar uma grande carteira de ações.

– Fazer estudos para reduzir a taxa de administração

Trata-se de administrar com eficiência, pois sempre que se reduzir despesas ou taxas significará melhor resultado no final para a aposentadoria.

– Direito de resgate da reserva patronal de poupança

O plano é um direito que o funcionário contrata quando entra no banco, mas na saída a empresa não aceita que se faça o resgate da parcela patronal, o que não é justo. Exigiremos esse direito.

NOTÍCIAS COLHIDAS NO SÍTIO www.competenciaesegurancavote3.com.br.

================================================

A FETEC-CUT-PR E OS NOSSOS SINDICATOS APÓIAM E PEDEM VOTOS PARA A CHAPA 1 NA ELEIÇÃO DA FUNCEF – VOTE ENTRE 19 E 26 DE MAIO

Fortalecimento da Funcef com mais conquistas para os participantes

A Chapa 1 – a Chapa do Movimento, que concorre na eleição de um conselheiro deliberativo e de um conselheiro fiscal, com seus respectivos suplentes, para a Funcef, reflete em sua composição o espírito de conjugação de forças e de idéias que tem norteado as iniciativas do movimento do pessoal da Caixa ao longo dos últimos anos. Expressa o empenho pela unidade entre os diversos segmentos – pessoal da ativa (de técnicos bancários a gestores), aposentados e pensionistas -, na busca de solidez para o nosso fundo de pensão, de melhores benefícios aos assistidos e de tranqüilidade a todos os associados quanto ao futuro.

Além de mais e melhores benefícios aos assistidos, com equilíbrio financeiro em todos os planos de benefícios, nós da Chapa 1 – a Chapa do Movimento temos também o compromisso com o fortalecimento da luta dos associados no encaminhamento de suas propostas, em especial a de recuperação das perdas das aposentadorias e pensões; com a melhoria do atendimento; com a agilidade na comunicação; com o equacionamento de problemas pendentes nos planos de benefícios; e com o aprofundamento da democracia e da transparência na gestão da Funcef.

A identificação dos empregados, aposentados e pensionistas da Caixa com a nossa chapa é realçada pelas cerca de 3 mil subscrições à nossa lista de apoiadores, obtidas em apenas uma semana, por todos os cantos do país – para a inscrição da chapa, a exigência estatutária era de pouco mais de 900 assinaturas. Confira no site www.chapadomovimento.org.br a relação de apoiadores em cada estado. Quem ainda não consta da lista pode acessar a página e se cadastrar clicando no ícone “Eu apóio”.

A representatividade e o sentido de união da Chapa 1 – a Chapa do Movimento se manifestam também no fato de contarmos com apoio entre os dirigentes da Fenae, da Fenag, da Fenacef e da quase totalidade das Apcefs e das associações dos aposentados, assim como entre os diretores e conselheiros eleitos para a Funcef, cujos mandatos ainda não se encerraram.

Integre-se também a esse esforço coletivo pelo fortalecimento do nosso fundo de pensão, com gestão democrática e transparente, equilíbrio patrimonial e garantia de benefícios justos aos atuais e futuros assistidos. Contamos com o seu apoio e o seu voto na Chapa 1 – a Chapa do Movimento.

===============================================

Chapa 1 envia carta de agradecimento a apoiadores de todo país
Mais de 3 mil pessoas subscreveram a lista de apoiadores para a inscrição da Chapa 1

Confira a seguir a carta de agradecimento enviada os apoiadores da Chapa 1 – A Chapa do Movimento.

“Car@ amig@,

Agradecemos o seu apoio!

A sua assinatura está entre as milhares que recebemos de todos os cantos do país em favor de nossa chapa, o que muito nos orgulha. Temos ainda o apoio da maioria das Apcefs, da Fenae, de diversas associações de aposentados e da Fenacef, entidades representativas da nossa categoria.

Além de mais e melhores benefícios aos assistidos, com equilíbrio financeiro em todos os planos de benefícios, nós da Chapa 1 – a Chapa do Movimento – temos também o compromisso com o fortalecimento da luta dos associados no encaminhamento de suas propostas, em especial a de recuperação das perdas das aposentadorias e pensões; com a melhoria do atendimento; com a agilidade na comunicação; com o equacionamento de problemas pendentes nos planos de benefícios; e com o aprofundamento da democracia e da transparência na gestão da Funcef.

Para lutar por essas propostas, nossa chapa é formada por um perfil variado de empregados da Caixa, envolvendo pessoal da ativa e aposentados. Compõem nossa chapa: Fabiana Matheus, atual conselheira eleita da Funcef; Marco Antônio Moita, vice-presidente da Federação Nacional dos Gestores da Caixa Econômica Federal – Fenag – na Região Sudeste; Renata Marotta que é aposentada, trabalhou na Caixa de 1962 a 1992 e atualmente é membro do conselho Deliberativo da Apea/SP e Antoci de Almeida está aposentado desde 1992 na Caixa, como superintendente regional.

Agradecemos mais uma vez pelo seu apoio e pedimos o seu voto para a Chapa 1 – a Chapa do Movimento. As eleições acontecem entre os dias 19 e 26 de maio. Votam todos os participantes ativos, os aposentados e os pensionistas com benefício vitalício. Os participantes que estiverem na ativa votam pelo SisRH da Caixa (opção 4.1). Os aposentados, os pensionistas e os afastados votam por telefone 0800-722-7860 ou pela internet, com uma senha enviada pela Funcef à residência desses eleitores.

Saudações,

Chapa 1 – A Chapa do Movimento

Fabiana Matheus (candidata titular ao conselho deliberativo)
Marco Antônio Moita (candidato suplente ao conselho deliberativo)
Renata Marotta (candidata titular ao Conselho Fiscal)
Antoci Neto (candidato suplente ao Conselho Fiscal)”

NOTÍCIAS COLHIDAS NO SÍTIO www.chapadomovimento.org.br.

Escreva um comentário

Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br