Dirigentes do Sindicato dos Bancários de Arapoti (PR) participaram do Dia Nacional de Luta em Defesa da Previdência, nesta sexta-feira (22/03), com a distribuição de material aos clientes, usuários e empregados da Caixa Econômica Federal.

Carlos Roberto de Freitas, presidente do Sindicato dos Bancários de Arapoti, afirma que esta convocação das Centrais Sindicais é necessária para construir a Greve Geral caso a reforma da Previdência avance no Congresso Nacional.

“Esta mobilização foi importante para aquecer a pressão contra os deputados e senadores, demonstrando que a Classe Trabalhadora não abre mão da Previdência pública, pautada no sistema de repartição, do qual participam com as contribuições o trabalhador, o patrão e o governo. Quem está no mercado ajuda a garantir o pagamento dos benefícios daqueles que já se aposentaram”, salienta.

O sistema de capitalização, previsto na reforma, na avaliação de Carlos, vai provocar o aumento da miséria no País, da mesma forma como está ocorrendo no Chile, que adotou isso em 1981 e hoje registra um grande número de suicídios de idosos que não suportam viver com um benefício inferior a meio salário mínimo.

“O Sindicato estará empenhado em mobilizar a categoria bancária e o conjunto da Classe Trabalhadora para impedir a aprovação dessa reforma”, garante.

Por Armando Duarte Jr.

Escreva um comentário

Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br