Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br
 
 
publicado em 17 de dezembro de 2018 às 8:21:
Ato de Natal no Palácio Avenida: Sindicato de Curitiba apresenta “A Revolta dos Duendes”

As perdas que os trabalhadores tiveram com a Reforma Trabalhista, o que está em jogo com a futura Reforma da Previdência e o papel dos bancos nesta conjuntura foram alguns dos temas abordados no ato de Natal realizado pelo Sindicato dos Bancários e Financiários de Curitiba e região nesta sexta-feira, 14 de dezembro, em frente ao Palácio Avenida. Por meio do teatro intitulado “A Revolta dos Duendes”, a entidade fez uma crítica à retirada de direitos e à exploração dos trabalhadores.

Ato lúdico aconteceu na sexta (14), em frente ao Palácio Avenida. Fotos: Joka Madruga/SEEB Curitiba

 

“O objetivo d’A Revolta dos Duendes é mostrar para a população quem ganha e quem perde com estas reformas que já aconteceram ou irão acontecer. Trata-se de uma forma bem humorada de criticar o liberalismos que tem impregnado as relações de trabalho”, destaca Alessandro Garcia (o Vovô), dirigente sindical que interpretou um dos duendes no teatro.

Todos os anos, às vésperas do Natal, o Sindicato realiza um ato lúdico para expor a ganância dos bancos, que lucram bilhões e seguem explorando clientes e funcionários. As péssimas condições de trabalho a que estão submetidos os bancários, as tarifas e juros abusivos e a falta de responsabilidade social dos bancos são temas recorrentes nas apresentações. Em 2018, a entidade abordou também a Reforma da Previdência, expondo o quanto os bancos devem à Previdência Social brasileira e a quem interessa a mudança nas regras da aposentadoria.

“Cinco bancos brasileiros estão entre as empresas consideradas os maiores devedores da Previdência Social. Porém, o que se constata no discurso da reforma é que essa conta será passada ao trabalhador, que terá que trabalhar mais e contribuir por mais anos”, resume o dirigente Antônio Luiz Fermino. “É evidente que todas as alterações aprovadas nos últimos dois anos, bem como as propostas de reformas futuras pautadas pelo governo Temer-Bolsonaro atendem apenas aos interesses dos patrões”, resume Cristiane Zacarias, dirigente sindical.

Antes de ato, Prefeitura notifica Sindicato

Entidade recebeu com surpresa a presença da fiscalização. Ato é realizado há quase 10 anos.

Momentos antes do ato de Natal começar, na sexta-feira, 14 de dezembro, em frente ao Palácio Avenida, a direção do Sindicato dos Bancários e Financiários de Curitiba e região foi abordada por dois fiscais da Prefeitura de Curitiba, um da Secretaria de Meio Ambiente e outro da Secretaria de Urbanismo, na presença de Guardas Municipais. Os fiscais alegaram que estavam ali por causa do som e do palco e para verificar se a entidade tinha autorização para ocupar o solo do calçadão da Rua XV de Novembro.

A secretária-geral do Sindicato, Karla Huning, falou com os fiscais e informou que, em uma década de realização de atos pelo Sindicato na Boca Maldita, era a primeira vez que a fiscalização da Prefeitura intervinha e informava sobre a necessidade de autorização prévia. “Desde quando o Bamerindus foi vendido para o HSBC, todos os anos, realizamos atos contra as demissões exatamente aqui em frente ao Palácio Avenida e nunca tivemos problemas”, afirmou.

Os fiscais da Prefeitura confirmaram que atenderam a uma denúncia, mas não souberam especificar a origem, nem o denunciante. Após as explicações do Sindicato, os representantes da Prefeitura de Curitiba emitiram uma notificação para que o Sindicato preste esclarecimentos, sob risco de multa.

deixe seu comentário

 
últimas notícias
15 de Março de 2019
  Ação contra MP dos sindicatos vai ao plenário do STF
15 de Março de 2019
  22 de março é dia de ir às ruas para lutar pela aposentadoria
13 de Março de 2019
  Manifesto contra a Reforma da Previdência (PEC 06/2019)
11 de Março de 2019
  Com governo em queda, Bolsonaro espalha fake news para agredir jornalista
8 de Março de 2019
  Dieese: as mulheres, outra vez, na mira da reforma da Previdência
  © Copyright 2011. Todos os direitos reservados.
WebmaniaBR® - Ideias em códigos