Comitê em Defesa da Aposentadoria orienta população paranaense e recolhe nas ruas assinaturas contra a Reforma da Previdência

Foto: Gibran Mendes

Os trabalhadores bancários de diversas cidades do Paraná estão engajados na luta contra a Reforma da Previdência do governo Bolsonaro, que tramita na Câmara Federal como Proposta de Emenda à Constituição (PEC 06/2019).

Na última quinta-feira, 18 de abril, os trabalhadores, reunidos com outras categorias num Comitê Estadual cutista, se mobilizaram num Dia Estadual em Defesa da Aposentadoria, promovendo diversas ações que incluem o diálogo com a população nas ruas, o recolhimento de assinaturas em abaixo-assinado contra a Reforma da Previdência e a distribuição de cartilha elaborada pelas centrais sindicais que explica as perdas para os trabalhadores se a PEC for aprovada.

“Nós estamos nas ruas todos os dias, com uma barraca permanente do Comitê em Curitiba, esclarecendo as dúvidas da população, porque acreditamos que somente com a população pressionando os deputados que votam as reformas é que ela pode ser derrubada”, afirma Marisa Stedile, diretora da Federação dos Trabalhadores em Empresas de Crédito do Paraná (FETEC-CUT-PR).

Além de Curitiba, as atividades de rua também estão mobilizando trabalhadores bancários nas bases dos sindicatos de Umuarama, Cornélio Procópio, Campo Mourão, Guarapuava, Apucarana, Londrina.

Atividade em Umuarama
Guarapuava
Campo Mourão
Cornélio Procópio
Recolhimento de assinaturas em Curitiba
Barraca em Curitiba.

As ações também mobilizam trabalhadores de categorias organizadas por sindicatos da construção civil, de professores, jornalistas, petroleiros e do saneamento.

O abaixo-assinado recolhido das barracas e atividades de mobilização será entregue aos deputados federais do Paraná, em Brasília, que são os responsáveis por decidir o futuro da população na votação da Reforma da Previdência.

O Comitê Estadual em Defesa da Aposentadoria – CUT Paraná – foi criado no início de abril e se articula em diversas frentes, como visita a deputados estaduais, vereadores e prefeitos, mandatários que não votam a Reforma mas podem debater a temática em seus partidos políticos; a publicação de um manifesto contra o fim da aposentadoria; manifestações e atos de rua; amplificação da divulgação de informações sobre os retrocessos da reforma e de ações sindicais promovidas de maneira unitária pelas centrais.

A próxima data de mobilização, no Paraná, será na próxima segunda-feira, 29 de abril, relembrando os quatro anos do massacre promovido pelo governo estadual de Beto Richa contra os professores e demais servidores públicos estaduais no ano de 2015, que deixou mais de 200 feridos, e o Primeiro de Maio, dia de resistência e luta da classe trabalhadora, que permanece alinhada contra a Reforma da Previdência.

Na noite da última terça-feira, 23 de abril, a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Federal aprovou a admissibilidade da tramitação da PEC 06/2019, por 48 votos a 18. A Reforma segue para debate numa comissão especial, que deve levar 60 dias para enviar a matéria para votação em plenário.

Confira quem são os deputados que votaram contra os trabalhadores, a favor da Reforma da Previdência:

Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) Sim

Alceu Moreira (MDB-RS) Sim

Arthur O. Maia (DEM-BA) Sim

Beto Rosado (PP-RN) Sim

Bia Kicis (PSL-DF) Sim

Bilac Pinto (DEM-MG) Sim

Caroline de Toni (PSL-SC) Sim

Celso Maldaner (MDB-SC) Sim

Daniel Freitas (PSL-SC) Sim

Darci de Matos (PSD-SC) Sim

Deleg. Éder Mauro (PSD-PA) Sim

Delegado Marcelo (PSL-MG) Sim

Delegado Waldir (PSL-GO) Sim

Diego Garcia (PODE-PR) Sim

Edilazio Junior (PSD-MA) Sim

Eduardo Cury (PSDB-SP) Sim

Enrico Misasi (PV-SP) Sim

Fábio Trad (PSD-MS) Sim

Felipe Francischini (PSL-PR) Sim

Gelson Azevedo (PR-RJ) Sim

Genecias Noronha (SOLIDARIEDADE-CE) Sim

Geninho Zuliani (DEM-SP) Sim

Gilson Marques (NOVO-SC) Sim

Giovani Cherini (PR-RS) Sim

Herculano Passos (MDB-SP) Sim

Hiran Gonçalves (PP-RR) Sim

João Campos (PRB-GO) Sim

João Roma (PRB-BA) Sim

Lafayette Andrada (PRB-MG) Sim

Léo Moraes (PODE-RO) Sim

Luis Tibé (AVANTE-MG) Sim

Luizão Goulart (PRB-PR) Sim

Marcelo Aro (PP-MG) Sim

Marcelo Ramos (PR-AM) Sim

Márcio Biolchi (MDB-RS) Sim

Margarete Coelho (PP-PI) Sim

Nicoletti (PSL-RR) Sim

Pastor Eurico (PATRI-PE) Sim

Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG) Sim

Paulo Azi (DEM-BA) Sim

Paulo Martins (PSC-PR) Sim

Rubens Bueno (CIDADANIA-PR) Sim

Samuel Moreira (PSDB-SP) Sim

Sergio Toledo (PR-AL) Sim

Shéridan (PSDB-RR) Sim

Stephanes Junior (PSD-PR) Sim

 

Por Paula Zarth Padilha
FETEC-CUT-PR

Escreva um comentário

Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br