Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br
 
 
publicado em 19 de abril de 2017 às 12:55:
Bancários e financiários de Curitiba aprovam adesão à greve geral

Dia 28 de abril o Brasil vai parar contra a terceirização e as reformas trabalhista e da previdência
Em assembleia realizada na noite de terça-feira, 18 de abril, os bancários e financiários de Curitiba e região aprovaram por unanimidade a adesão da categoria à greve geral de 28 de abril, convocada pelas centrais sindicais em todo o país contra a lei da terceirização irrestrita e para barrar o avanço da tramitação das reformas trabalhista e da previdência.

A assembleia teve exposição do Dieese, pelo economista Sandro Silva, estas reformas propostas pelo governo de Michel Temer, que precarizam as relações de trabalho, enfraquecem a atuação sindical em defesa dos trabalhadores e inviabilizam o acesso à aposentadoria para quem ainda sobrar no mercado formal de trabalho após a entrada em vigor da lei 13.429/17, que autoriza a terceirização irrestrita.
A análise de conjuntura foi feita pelo trabalhador bancário Marcio Kieller, que é secretário geral da CUT Paraná. O presidente do Sindicato, Elias Jordão, alertou que a adesão à greve geral é a única forma de tentar barrar os retrocessos promovidos por um governo não eleito pela população.
Reforma trabalhista
Ainda na noite de terça (18), em Brasília, o governo sofreu uma derrota, ao ser derrubada na Câmara Federal uma manobra para acelerar a votação da reforma trabalhista. Se o requerimento de urgência fosse aprovado, a votação seria já na próxima semana. Com o rito normal de tramitação, o projeto terá que ser discutido e votado na comissão especial antes de ir a plenário. Acesse aqui a matéria do Brasil de Fato para saber mais.
 
Reforma da Previdência
Os trabalhadores estão nas ruas e mesmo com muita puxada de tapete nos direitos trabalhistas, de alguma forma a tramitação da Proposta de Emenda à Constituição 287, da Reforma da Previdência, desacelerou. A comissão especial da Reforma da Previdência adiou para esta quarta (19) a apresentação do parecer do relator, deputado Arthur Maia (PPS-BA). A leitura do texto estava prevista para ontem. A nova versão deve apresentar novo recuo do governo, autor da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287, ainda assim com retrocessos para os trabalhadores. Acesse aqui para saber mais.
Na semana passada, Michel Temer reuniu os deputados da base aliada para dar um recado: que os pontos questionados seriam revistos pelo relator e que os parlamentares, com isso, deveriam aprovar a reforma. Acesse aqui para saber mais.
Terceirização
A edição da primeira quinzena de abril da Folha Bancária trouxe um panorama da aprovação da lei da terceirização e os riscos para a categoria bancária. Acesse aqui a versão online do informativo.

Autora: Paula Padilha

Fonte: SEEB Curitiba

deixe seu comentário

 
últimas notícias
22 de agosto de 2017
Os que querem que as pessoas não gostem de política são os que gostaram...
21 de agosto de 2017
‘Estamos frente a um sistema de agiotagem que paralisou o país’
18 de agosto de 2017
Decisão do STF sobre impeachment de Temer sai até próxima semana, diz Moraes
17 de agosto de 2017
Os motivos por trás da suspensão do acordo de delação de Eduardo Cunha
17 de agosto de 2017
Bancos fecham 10.680 postos de trabalho no primeiro semestre de 2017
  © Copyright 2011. Todos os direitos reservados.
WebmaniaBR® - Ideias em códigos