Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br
 
 
publicado em 4 de Abril de 2019 às 10:57:
Bancários levam Manifesto contra a Reforma da Previdência à Assembleia Legislativa do Paraná

Entendendo que derrubar a Reforma da Previdência é uma luta de todos, dirigentes da FETEC-CUT-PR protocolam manifesto contra a PEC 06/2019 com deputados estaduais do Paraná

Na última quarta-feira, 03 de abril, dirigentes da Federação dos Trabalhadores em Empresas de Crédito do Paraná (FETEC-CUT-PR), do Sindicato dos Bancários e Financiários de Curitiba e região, e do Sindicato dos Bancários de Cornélio Procópio percorreram as galerias e gabinetes dos deputados e deputadas estaduais do Paraná para protocolar Manifesto contra a Reforma da Previdência.

O objetivo das entidades é sensibilizar os parlamentares que atuam nos Estados sobre a importância de pressionar os colegas de partido mandatários no Congresso Nacional sobre os retrocessos da PEC 06/2019.

Além da conversa com deputadas e deputados, os dirigentes bancários também foram recebidos pelo Diretor Legislativo da casa, Dylliardi Alessi, enquanto os trabalhadores aguardam ser recebidos pelo presidente da Alep, deputado Ademar Traiano, com data prevista para ser agendada na próxima semana. Traiano já recebeu o manifesto junto a outros deputados, mas os trabalhadores querem dialogar com ele.

Dylliardi explicou que a pauta da Reforma da Previdência, por não tramitar na Assembleia, não tem sido estudada com profundidade pelos deputados, que têm outras prioridades, que são os temas que são colocados em votação na casa, a nível estadual.

Conforme explica Junior Cesar Dias, presidente da FETEC-CUT-PR, a principal preocupação do movimento sindical neste momento é justamente conscientizar deputadas e deputados que eles devem sim se engajar contra a Reforma da Previdência. “Ainda que eles não votem, devem sim dominar o assunto, saber a real dimensão dos retrocessos da PEC apresentada pelo governo Bolsonaro, apoiar os trabalhadores nos debates internos de seus partidos e pressionar para que os colegas deputados federais e senadores não acabem com a aposentadoria da população”, diz.

Os dirigentes sindicais protocolaram o manifesto junto aos deputados mandatários por partidos de oposição, que abertamente já se manifestam contra a reforma, como Tadeu Veneri e Luciana Rafagnin, do PT, mas também em outros espaços que compõem a base de apoio do governo Bolsonaro, como o deputado Fernando Francischini, que é do PSL e pai do deputado federal Felipe Francischini e também com o deputado Delegado Recalcatti, que se comprometeu a ler o manifesto e dar retorno.

Felipe Francischini é presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) na Câmara Federal. Cabe à CCJ colocar a Reforma da Previdência em votação no plenário ou retirar da pauta, já que a comissão define se ela tem constitucionalidade.

“Nós temos que dialogar com todos os partidos, pois a proposta do governo muda a estrutura da previdência social, desatrela da Constituição, individualiza, desonera os empregadores e privatiza, enfim é muito ruim e vai prejudicar 85% da população ao invés de cortar privilégios. Encontramos até deputados de partido de direita que informaram que não acreditam que a reforma vai passar nesses termos. A luta dos trabalhadores é para retirar integralmente da pauta de votação”, afirma Marisa Stedile, diretora de políticas sociais da FETEC.

Os dirigentes sindicais bancários continuam com esse trabalho de mobilização e estão atuando em diversas frentes, como na criação do Comitê Estadual em Defesa da Aposentadoria, pela CUT-PR, e vão buscar também as Câmaras Municipais e o governo do Estado.

O manifesto entregue aos deputados pode ser acessado aqui.

Confira os deputados e deputadas que receberam o Manifesto até o momento: Ademar Traiano (PSDB) – presidente da Alep; Alexandre Amaro (PRB); Anibelli Neto (MDB); Arilson Chiorato (PT); Coronel Lee (PSL); Delegado Fernando (PSL); Delegado Francischini (PSL); Delegado Recalcatti (PSD); Emerson Bacil (PSL); Evandro Araújo (PSC); Goura (PDT); Hussein Bakri (PSD); Luciana Rafagnin (PT); Luiz Claudio Romanelli (PSB); Michele Caputo (PSDB); Nelson Luersen (PDT); Requião Filho (MDB); Tadeu Veneri (PT).

Acesse aqui o álbum de fotos.

 

Por Paula Zarth Padilha
FETEC-CUT-PR

deixe seu comentário

 
últimas notícias
10 de junho de 2019
  Escândalo: Dallagnol duvidava das provas contra Lula e de propina da Petrobras
7 de junho de 2019
  STF vota a favor de privatizar subsidiárias de estatais sem aval do Congresso
6 de junho de 2019
  Manifesto em Curitiba reúne pessoas em situação de rua, esse lugar de ninguém
5 de junho de 2019
  Senado aprova MP que dificulta o acesso do trabalhador ao benefício do INSS
3 de junho de 2019
  Novas tecnologias: fintechs e o emprego bancário
  © Copyright 2011. Todos os direitos reservados.
WebmaniaBR® - Ideias em códigos