A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) participou, nesta segunda-feira (17), da audiência pública em Defesa das Empresas Públicas, na Assembleia Legislativa do Paraná. O evento discutiu o projeto do Governo Federal que visa vender as principais estatais e suas consequências para toda a sociedade.

Convocada pelo deputado Tadeu Veneri, a audiência contou com a participação dos deputados Professor Lemos, Requião Filho, o ex-senador Roberto Requião, além de lideranças sindicais e trabalhadores de empresas que estão na mira das privatizações do governo Bolsonaro, como a Petrobrás, Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e Correios.

A secretária da Juventude da Contraf-CUT, Fernanda Lopes, destacou a importância das empresas públicas para a soberania nacional. “O atual governo está focado nas privatizações, desconsiderando o papel exercido por essas empresas na sociedade. O que é apresentado nos ataques, por parte do governo, é que empresas públicas são ineficientes e dão prejuízo, entretanto os dados mostram que isso não é verdade”, afirmou.

De acordo com Fernanda Lopes, os bancos públicos são de extrema importância para o Brasil. “Em 20% dos municípios do país existe apenas bancos públicos, pois os privados não têm interesse comercial nesses municípios. Além disso, o Banco do Brasil, por exemplo, é responsável por 50% do financiamento agrícola do país e a Caixa Econômica Federal por 69% do crédito imobiliário”, explicou.

 

Fonte: Contraf-CUT

Escreva um comentário

Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br