Quatro agências do Unibanco foram paralisadas ontem, (17/08) pelo Sindicato dos Bancários de Curitiba e região e a Federação dos Trabalhadores em Empresas de Crédito do Estado do Paraná (FETEC-CUT-PR), a Federação dos Bancários da CUT-PR. O protesto marcou o inicio da Campanha Salarial e o Dia Nacional de Luta pelos trabalhadores do Unibanco.

Ficaram fechadas até às 11 horas as duas agências da esquina entre as ruas Marechal Deodoro e Marechal Floriano, da Cinelândia (Boca Maldita) e da Praça Carlos Gomes. Representantes dos bancários conversaram com clientes, expondo e debatendo as reivindicações. De acordo com o Banco Central, o Unibanco é uma das instituições financeiras que pior atende os seus clientes (leia abaixo Realmente, um banco único)

“O Unibanco não deixa claro as regras da remuneração variável, os bancários continuam sendo assediados por gerentes que tem o aval do banco para realizar pressões nos companheiros. Também pedimos mais segurança para os clientes e para os bancários com a instalação de portas-giratórias com detectores de metal”, conta Junior César Dias, secretário de assuntos dos bancos privados do Sindicato. “Não podemos tolerar que o banco esteja prejudicando a saúde dos trabalhadores e colocando a integridade física de seus funcionários e clientes em risco”. Os bancários do Unibanco pedem ainda o auxílio-educação.

No dia 16, o movimento sindical cutista da categoria bancária realizou um protesto no Centro de Serviços do banco HSBC do Xaxim. O objetivo do movimento sindical é de sensibilizar os banqueiros que tiveram lucros exorbitantes, a custa da imposição de metas abusivas aos bancários, assédio moral e outras arbitrariedades, a negociarem com justiça durante a campanha salarial deste ano.

A próxima rodada de negociações com a Fenaban será no dia 21 de agosto, às 15 horas, em São Paulo/SP. No mesmo dia, às 10h, os membros do Comando Nacional dos Bancários- representantes dos dez maiores Sindicatos do país e representantes eleitos pelos estados nas conferências estaduais, reúnem-se na sede da Contraf-CUT (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro) para preparar as negociações da tarde.

Realmente, um banco único

O Unibanco é um dos cinco bancos com o maior número de reclamações junto ao Banco Central. As reclamações se referem, principalmente, ao atendimento, fornecimento de informações, prazos estabelecidos não cumpridos e produtos e serviços não solicitados. “Os banqueiros impõem metas abusivas aos seus funcionários, fazendo com que eles empurrem nos clientes, produtos e serviços dos quais eles não necessitam. Além disso, por mais que os trabalhadores se esforcem para atender aos clientes, não há funcionários suficientes para prestar o atendimento adequado. Por isso o Unibanco é um dos bancos que pior atende os seus clientes”, afirma o secretário de Organização da FETEC-CUT-PR, Armando Antonio Luiz Dibax. “Mesmo assim, as tarifas bancárias do Unibanco são muito altas”, complementa.

Patrícia Meyer FETEC-CUT-PR

Escreva um comentário

Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br