(São Paulo) Começa nesta sexta-feira, dia 20, a votação entre os associados da Cassi para decidir se aceitam ou não o novo estatuto da entidade. O acordo anterior não foi aprovado por falta de quorum, portanto é de extrema importância que os associados participem da consulta, que termina no dia 27, uma semana depois.

A Contraf-CUT orienta a aprovação do novo estatuto por entender que as mudanças negociadas resolvem o problema financeiro da Cassi e atendem grande parte das reivindicações dos associados. Para auxiliar os sindicatos nos debates que devem ser promovidos esta semana com a base, a Contraf-CUT vai enviar por e-mail um modelo de boletim a ser reproduzido. O modelo estará também disponível na área de comunicados do site.

Para Marcel Barros, coordenador da Comissão de Empresa do Banco do Brasil da Contraf-CUT, cada sindicato tem que fazer sua parte para garantir a votação. “Precisamos construir uma grande campanha pela aprovação do acordo da Cassi. A Contraf-CUT e a comissão de negociação da Cassi fizeram o que podiam para arrancar do Banco do Brasil uma proposta positiva para os trabalhadores. Agora, depende dos sindicatos trabalharem em suas bases para garantir o quorum e a aprovação da proposta. É a perenidade da Cassi que está em jogo”, avalia Marcel.

Quando votar
A votação será realizada no período de 20 a 27 de julho. Se houver necessidade de um segundo turno, o novo sufrágio será entre 8 e 21 de agosto.

Como votar
O pessoal da ativa pode votar pelo SisBB, enquanto aposentados e pensionistas participam pelo telefone 0800-729-0808

As mudanças no Estatuto

Aporte financeiro do BB
R$ 300 milhões, sendo R$ 150 mi agora e mais 3 parcelas corrigidas

Co-participação em exames (exceto de internação)
10%, com teto de 1/24 do salário, com incidência única e exceções para transfusão de sangue, diálise, hemodiálise, quimioterapia, radioterapia, pessoas com deficiência, com doenças do trabalho e em casos de cirurgias e tratamentos feitos em ambulatório. Cobranças a partir de 1º de janeiro de 2008

Contribuições sobre o 13º salário
Contribuição sobre o valor integral.

Funcionários pós-98
Legalização da situação, com os funcionários contribuindo em 3% e o banco em 4,5%. BB assume o pagamento retroativo à 1º de janeiro de 2007

Dependentes indiretos
Custeio do déficit anual até a extinção do grupo.

Eleições
A cada dois anos, como é hoje

Plano odontológico
Inclusão do plano condicionado a equilíbrio do plano de associados

Voto “qualificado” (Minerva)
As decisões ocorrem por maioria absoluta

NOTÍCIA COLHIDA NO SÍTIO: www.contrafcut.org.br

Escreva um comentário

Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br