Bancários da compensação continuam com problemas para receber verbas de descolamento noturno e gratificação dos compensadores. E tudo está em acordo coletivo

Os bancários do Banco do Brasil reuniram-se com o Sindicato para debater a campanha nacional e problemas no banco na madrugada do dia 17 de agosto. A reunião foi com os funcionários do turno da noite da gerência do Centro de Serviços Operacionais (CSO), que cuida da compensação de cheques e documentos.
Na pauta, os problemas com funcionários do horário noturno da compensação e o fim do rodízio para os empregados que não são fixos durante a noite. “O Sindicato conseguiu adiar a suspensão do rodízio de acordo com as necessidades de alguns dos bancários. Apesar do fim do rodízio, conseguimos amenizar o problema, garantindo mais algum tempo dos bancários no horário”, diz Leandro Barbosa, diretor do Sindicato.

A verba de deslocamento noturno de R$ 47,91 para aos compensadores, prevista em acordo coletivo e que o banco não vem pagando, também foi discutida na reunião, além da verba de compensador que também não é paga para a maioria dos funcionários da CSO, e que é de R$ 77,74 a título de gratificação. “Vamos agora cobrar a direção do BB, em Brasília, para que seja resolvido o problema, inclusive com pagamento retroativo, no caso do deslocamento noturno”, completa o diretor.

NOTÍCIA COLHIDA NO SÍTIO: www.spbancarios.com.br

Escreva um comentário

Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br