A discriminação praticada pelo Banco do Brasil contra funcionários que participaram da greve dos bancários em 2006 está na mira do Ministério Público do Trabalho. As diversas denúncias recebidas pela Procuradoria Geral do Trabalho da 4ª Região, de que os grevistas estão sendo preteridos para cargos comissionados e promoções, resultaram na abertura de uma investigação por parte do Ministério.
O processo 807/2007 está em curso, e já conta com a versão do movimento sindical. O diretor do Sindicato dos Bancários de Porto Alegre e Região (SindBancários), Ronaldo Zeni, e diretor da Federação dos Bancários RS (Feeb-RS), Mauro Cardenas, relataram que os casos de discriminação não se restringem a Porto Alegre e pediram providências para acabar com esta prática de perseguição.

O Banco do Brasil recebeu a notificação e vai ter que fornecer dados para conclussão do processo e justificar a adoção desses atos. Todos os funcionários que foram atingidos pelas atitudes discrimnatórias ainda podem relatar o ocorrido à Procuradoria, citando o número do processo.


NOTÍCIA COLHIDA NO SÍTIO: www.bancariospoa.org.br

Escreva um comentário

Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br