Em virtude das fortes chuvas, bancários denunciaram condições de trabalho precárias. Bradesco proibiu entrada do Sindicato para verificar condições de trabalho.

 

Na madrugada desta quinta-feira, 30 de maio, fortes chuvas causaram muitos estragos em Curitiba e região metropolitana. A região do bairro Hauer foi bastante afetada e o Sindicato recebeu várias denúncias de bancários do Centro Administrativo Bradesco relatando falta de condições de trabalho adequadas.

Várias árvores caíram ao redor da unidade do Centro Administrativo. Além das goteiras e alagamentos, as chuvas também causaram estragos nos telhados, que cederam, fios arrebentados e quebra de janelas. Funcionários de alguns setores foram dispensados, mas outros continuam trabalhando.

Diante disso, dirigentes sindicais estão acompanhando a situação, para garantir que os trabalhadores que estão no local permaneçam em segurança. “Este CA tem uma estrutura bastante antiga, já com muitas infiltrações. E mesmo que a chuva já tenha cessado, os bancários não têm que ficar submetidos a um ambiente de trabalho com goteiras”, relata Cristiane Zacarias, dirigente sindical.

O Sindicato também está em contato com o Bradesco, que alega que as condições de trabalho são adequadas. Apesar disso, o banco não liberou a entrada dos dirigentes sindicais aos locais de trabalho.

Bradesco proíbe entrada do Sindicato

Diante dos estragos causados pelas fortes chuvas e das denúncias de condições de trabalho inadequadas, o Sindicato dos Bancários e Financiários de Curitiba e região solicitou ao Bradesco permissão para visitar os locais de trabalho do Centro Administrativo Hauer na manhã desta quinta-feira, 30 de maio. O objetivo é garantir a segurança dos trabalhadores que permanecem no local. Porém, o Bradesco proibiu a entrada do Sindicato.

Fonte: SEEB Curitiba

Escreva um comentário

Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br