Sindicato orienta a votação no “sim”

São Paulo – Termina nesta terça-feira, dia 21, a consulta da Cassi para a aprovação ou não de seu novo estatuto. O sindicato orienta o voto no “sim” para as novas normas. A votação deve ser feita através do SisBB ou do telefone.

“Avançamos na proposta e isso é significativo, pois a Cassi é importante para os funcionários. E após um longo processo, negociado em mesa, indicamos a aprovação”, afirma Ernesto Izumi, funcionário do Banco do Brasil e diretor do Sindicato.

Um dos principais avanços está na isenção da co-participação. Além daquelas que já estavam negociadas, também não haverá cobrança nos tratamentos de pessoas com doenças do trabalho, portadores de deficiência, tratamentos e cirurgias ambulatoriais e oxigenação hiperbárica no tratamento de queimados. Ela começará a vigorar a partir de 1 de janeiro de 2008, se aprovado o estatuto.

Aporte – Na parte financeira, o Banco do Brasil, caso o novo estatuto seja aprovado, investirá R$ 300 milhões, o que representa um reconhecimento de parte da dívida que tem com os funcionários. O BB irá assumir ainda os déficits dos dependentes indiretos e dos funcionários pós-98 com data retroativa a 1º de janeiro de 2007, até a extinção deste grupo.

Haverá também uma contribuição, por parte do banco, de 4,5% sobre os salários de todos os associados, inclusive dos pós-98, com retroatividade a 1º de janeiro de 2007. O BB passará ainda a contribuir com 4,5% sobre o 13º salário, bem como os funcionários, cuja contribuição será de 3% também sobre o 13º.

Demais pontos – O novo estatuto não se resume aos temas citados. Clique aqui e veja toda a proposta.

Como votar – A nova votação está marcada para começar às 9h na próxima quarta-feira, dia oito, e vai até o dia 21 de agosto, às 18h.

O associado da ativa vota através do SisBB e para isso deve ter em mãos a sua matrícula e a senha de oito dígitos. Já o aposentado deve ligar para 0800-729-0808 e seguir as instruções. Neste caso, serão necessários a matrícula, a senha de 6 dígitos da Previ, o ano de posse no Banco do Brasil, o ano de nascimento e os 4 primeiros dígitos do seu CPF (incluindo os zeros).

O debate sobre a Cassi vem desde a década de 90, e o Sindicato sempre atuou de forma intensa para manter a caixa viva. “O Sindicato impediu que a Cassi fosse extinta nos anos FHC, o que obrigaria os funcionários a aderir a planos de saúde particulares”, diz Ernesto Izumi. “O novo estatuto foi conquistado, mas sabemos que o bancário merece mais”, finaliza.


NOTÍCIA COLHIDA NO SÍTIO: www.spbancarios.com.br

Escreva um comentário

Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br