Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br
 
 
publicado em 11 de Janeiro de 2018 às 20:09:
Contraf-CUT cobra solução para o contencioso judicial na FUNCEF

Empregados defendem a criação de GT para discutir, de forma transparente, uma solução para o contencioso judicial, que impacta diretamente nos resultados da Funcef

A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) cobra em caráter de urgência a formação de um Grupo de Trabalho (GT), entre patrocinadora (Caixa) e participantes (Contraf-CUT), para discutir, de forma transparente, uma solução para o contencioso judicial, que impacta diretamente nos resultados da Funcef.

Dados do balanço da Funcef do terceiro trimestre de 2017 mostram que, no cálculo da perda provável, ou seja, nas condenações dadas como certas e cujo valor deve ser provisionado, o passivo trabalhista gerado pela Caixa aumentou R$ 220 milhões nos nove primeiros meses do ano passado e já chega a R$ 2,5 bilhões.

As notas explicativas dos balanços da Funcef mostram que, o montante apurado como contencioso possível saltou de R$7,2 milhões para R$12,7 bilhões, uma alta de 76% no período.

O coordenador da CEE/Caixa, Dionísio Reis, atribui esses números à gestão da Caixa, por não efetuar o pagamento do Complemento Temporário Variável de Ajuste ao Piso de Mercado (CTVA), dentre outros direitos dos empregados. “Essas ações são provocadas pela gestão do banco e por isso é imprescindível a participação da Caixa e dos empregados na discussão de qualquer solução para esses impasses, que hoje penalizam a Funcef”, afirmou.

De acordo com Dionísio Reis, é de extrema importância a discussão de um GT específico para que o assunto possa ser discutido e para que sejam esclarecidas todas as dúvidas dos participantes. “O plano de ação divulgado em novembro pela Funcef e submetido previamente à patrocinadora e à Previc não foi debatido com os participantes, que nem sequer sabem os valores que já foram pagos e que não são divulgados nos registros contábeis. Não sabemos quanto os planos já perderam por conta do contencioso, nem os gastos administrativos e os honorários, mas sabemos que os valores podem ser muito mais altos que o provisionamento”, disse.

Notícia colhida no sítio http://www.contrafcut.org.br/noticias/contraf-cut-cobra-solucao-para-o-contencioso-judicial-na-funcef-2f2b

deixe seu comentário

 
últimas notícias
20 de junho de 2018
  Supremo Tribunal absolve Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo
15 de junho de 2018
  Trabalhadores da Cohab encerram greve, mas prometem manter mobilização
14 de junho de 2018
  Aula pública sobre direito à moradia fortalece greve dos trabalhadores da Cohab Curitiba
13 de junho de 2018
  Bancários abrem campanha nacional ‘por direitos, empregos e pelo Brasil’
13 de junho de 2018
  Negociação já garantiu aos financiários reposição da inflação e ultratividade da CCT
  © Copyright 2011. Todos os direitos reservados.
WebmaniaBR® - Ideias em códigos