A Contraf-CUT, federações e sindicatos voltam a se reunir nesta terça-feira (15), às 14h, com o HSBC, em São Paulo, para discutir o processo de reestruturação do banco inglês, que tem efetuado demissões e fechamento de agências em todo o país. Números preliminares levantados pelas entidades sindicais apontaram que cerca de 17 agências serão encerradas e em torno de 150 trabalhadores desligados.

Na última reunião com a direção do banco, ocorrida no último dia 2 em Curitiba, os dirigentes sindicais manifestaram a preocupação dos bancários quanto às decisões do HSBC e reivindicaram que o banco reveja o plano de fechar agências.

“O HSBC se comprometeu a apresentar um quadro atualizado sobre a situação e soluções para os problemas. Esperamos que o banco traga essas informações e atenda as reivindicações dos trabalhadores”, afirma o secretário de Organização do Ramo Financeiro da Contraf-CUT, Miguel Pereira.

Em várias cidades, os bancários vêm realizando paralisações e protestos contra os planos do HSBC. “A redução de agências enfraquece o banco no mercado e compromete o emprego dos trabalhadores. Cerca de 23 mil postos de trabalho estão em jogo em todo o país”, aponta Miguel.

Reunião da COE do HSBC

Antes da negociação, a Contraf-CUT promove nesta terça-feira, às 10h, uma reunião da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do HSBC, na sede da Confederação, no centro da capital paulista. O objetivo é preparar os debates com o banco.

Fonte: Contraf-CUT

Escreva um comentário

Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br