Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br
 
 
publicado em 15 de Abril de 2018 às 10:09:
Datafolha: Lula segue líder com folga na pesquisa

ELEIÇÕES 2018

Nos cenários pesquisados, petista tem aproximadamente o dobro de intenções de voto do segundo colocado
por Redação RBA publicado 15/04/2018 01h11, última modificação 15/04/2018 09h36
RICARDO STUCKERT

lula datafolha

Segundo o Datafolha, para 50% dos entrevistados o ex-presidente deveria disputar as eleições

São Paulo – Pesquisa do Instituto Datafolha divulgada no início deste domingo (15) mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mesmo cumprindo mandado de prisão expedido pelo juiz Sérgio Moro em Curitiba, segue na liderança das intenções de voto. Nos cenários em que o petista aparece como candidato, seus índices são em torno do dobro do segundo colocado.

Com o candidato do MDB sendo Henrique Meirelles, Lula aparece com 31%, seguido por Jair Bolsonaro (PSL), 15%, e Marina Silva (Rede), que tem 10%. Em seguida, vem Joaquim Barbosa (PSB), 8%; Geraldo Alckmin (PSDB), 6%; Ciro Gomes (PDT), 5%; Alvaro Dias (Podemos), 3%, e Manuela D’Ávila (PC do B), 2%. Fernando Collor de Mello (PTC), Rodrigo Maia (DEM) e Henrique Meirelles (MDB) aparecem com 1% cada. Os demais não pontuaram neste cenário.

Em outras duas simulações, Lula aparece com 30% e 31%.

Dificuldades para Alckmin

O ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, não aparece em nenhum dos cenários com chances de chegar ao segundo turno. Em nenhuma das simulações ele supera os 8%, seu melhor índice, tendo sempre em torno da metade das intenções de voto do segundo colocado.

Entre os eleitores paulistas, o Datafolha aponta que Alckmin deixou o governo com 36% dos pesquisados qualificando sua gestão como boa ou ótima. Bem abaixo dos 66% de quando deixou o Palácio dos Bandeirantes para disputar o pleito presidencial de 2006, quando foi derrotado por Lula.

Para maioria dos eleitores, Lula deve ser candidato

O ex-presidente Lula pode ser candidato à presidência da República mesmo condenado em segunda instância. Segundo a legislação eleitoral, os partidos têm até o dia 15 de agosto para registrar as suas candidaturas. A partir daí, começa a correr um prazo de cinco dias para que algum interessado possa fazer um pedido de impugnação da candidatura. A decisão fica a cargo do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Uma das questões feitas aos eleitores era se Lula deveria ou não ser impedido de concorrer às eleições. Para 50%, o ex-presidente deveria disputar as eleições, já para 48%, não.

A pesquisa foi feita com mais de 4 mil eleitores de 227 municípios, entre os dias 11 e 13 de abril.

deixe seu comentário

 
últimas notícias
13 de julho de 2018
  Bancos não assinam a ultratividade e frustram bancários
11 de julho de 2018
  Procon lacra agências do Bradesco em Londrina pela demora no atendimento
10 de julho de 2018
  1º Encontro de Aposentados será nesta terça, 10 de julho, em Curitiba, a partir...
10 de julho de 2018
  Ato pela democracia traz a Curitiba blogueiro que teve quebra de sigilo de fonte...
5 de julho de 2018
  Temer propõe congelamento de salário dos servidores e fim de concurso público
  © Copyright 2011. Todos os direitos reservados.
WebmaniaBR® - Ideias em códigos