Data deve trazer ainda mais debates sobre a questão do racismo

Hoje (20) comemora-se o Dia da Consciência Negra, data que ficou marcada pela morte do líder negro Zumbi dos Palmares, que ficou famoso por comandar o Quilombo dos Palmares, em Pernambuco. Instituída oficialmente em 2011, pela então presidenta Dilma Rousseff, o feriado é adotado integralmente em apenas seis Estados (Alagoas, Amazônia, Amapá, Mato Grosso, Rio de Janeiro e Maranhão). No Paraná, que possui 399 municípios, apenas dois deles comemoram a data: Guarapuava e Londrina.

A secretária de Igualdade e Diversidade do Sindicato de Curitiba e Região, Gisele Falat, ressalta que o Dia da Consciência Negra é, acima de tudo, um dia de resistência. “É preciso garantir a igualdade a um povo que sofreu e que sofre até hoje preconceitos por sua cor. Devemos lembrar que somos todos iguais, somos todos um só. Hoje devemos ser a resistência. Um viva a todas as Dandaras, a todos os Zumbis que existem e resistem todos os dias com garra e perseverança”.

Contudo, diferente de outros feriados, há certa resistência para celebrar o Dia da Consciência Negra. Para a assistente social do Sindicato, Juliana Moraes, a resposta disso pode ser porque há um racismo velado e pouca valorização dos negros na nossa história. “Acredito que a resistência para esta data é porque ainda há racismo, mesmo que não seja escancarado, e também porque as sociedades brasileira, paranaense e curitibana não aprenderam a importância que tiveram Zumbi dos Palmares, Dandara, entre outros heróis negros, o que é de se lamentar”, comenta.

Juliana é categórica em afirmar que o fato de vivermos reflexos de uma sociedade escravocrata, que não conseguiu eliminar o racismo, contribui para que a data não receba a devida atenção. “O dia de hoje era para trazer uma reflexão sobre o racismo. Só que isso não ocorre como deveria. Ainda temos uma mortalidade considerável entre jovens negros nas periferias das grandes cidades. Temos essa resistência da sociedade com as cotas raciais e sociais. Os negros raramente ocupam cargos de destaque. Geralmente são apenas os subalternos. É preciso ocupar os espaços para mudar este paradigma. Acredito que valorizar este dia seria um importante passo para isso”.

O presidente da Federação dos Trabalhadores em Empresas de Crédito do Paraná (Fetec-CUT-PR), Júnior Cesar Dias, corrobora o que a assistente social do Sindicato diz a respeito do Dia da Consciência Negra. “A data é muito importante para que a gente possa repensar a sociedade. Mas ainda sofremos muito. O negro é a maioria da população carcerária e da população que vive abaixo da linha de pobreza. A sociedade não trata o negro igual ao branco. É preciso que a população negra tenha mais oportunidades. Inclusão é a palavra-chave para mudar essa situação. Que um negro possa ganhar o mesmo que um branco e que a escolha de um profissional seja pela sua qualificação, não pela cor da pele”.

Júnior também reclama de como o sistema financeiro boicota a população negra. “Sou bancário e vejo como o sistema financeiro, principalmente os grandes bancos, são os que mais pecam neste sentido. Se for olhar o quadro de funcionários, os negros são minoria. O sistema financeiro é o principal contribuinte para excluir a população afrodescendente”, conclui.

Confira onde é e onde não é feriado em 20 de novembro:

Acre

Não é feriado em nenhuma cidade

Alagoas

De acordo com a Lei Estadual n° 5.724 de 1995, todos os municípios do estado de Alagoas têm feriado no Dia da Consciência Negra.

Amazonas

Feriado em todos os municípios do Amazonas. A capital Manaus também tem uma lei municipal que decreta o feriado do Dia da Consciência Negra.

Amapá

A data é feriado em todas as cidades do Estado.

Bahia

Só três cidades têm lei municipal que termina a data como feriado:

– Alagoinhas
– Camaçari
– Serrinha

Ceará

Não é feriado em nenhuma cidade

Distrito Federal

Não há feriado no DF para o Dia da Consciência Negra.

Espírito Santo

Apenas duas cidades têm feriado oficial no dia 20 de novembro:

– Cariacica
– Guarapari

Goiás

Quatro cidades goianas celebram o Dia da Consciência Negra:
– Goiânia
– Aparecida de Goiânia
– Flores de Goiás
– Santa Rita do Araguaia.

Maranhão

Só o município de Pedreiras tem lei municipal que determina 20 de novembro feriado.

Minas Gerais

É feriado em 11 municípios mineiros.

– Além de Paraíba
– Betim
– Guarani
– Ibiá
– Jacutinga
– Juiz De Fora
– Montes Claros
– Santos Dumont
– Sapucai-Mirim
– Uberaba

Mato Grosso do Sul

Feriado somente em uma cidade de Corumbá

Mato Grosso

Todas as cidades do Estado, inclusive a capital Cuiabá, tem feriado em 20 de novembro.

Paraíba

Só João Pessoa, capital do Estado, tem o 20 de novembro como feriado.

Pará

Não é feriado em nenhuma cidade

Paraná

Só duas cidades paranaenses têm feriado oficial no 20 de novembro:

– Guarapuava
– Londrina

Pernambuco

Nenhuma cidade de Pernambuco tem feriado na data

Piauí

Não é feriado em nenhuma cidade do Estado.

Rio de Janeiro

Feriado em todos os 92 municípios fluminenses, inclusive na capital a cidade do Rio de Janeiro.

Rio Grande do Norte

Não é feriado em nenhuma cidade

Rio Grande do Sul

Não é feriado em nenhum município do Estado.

Rondônia

Não é feriado em nenhuma cidade

Roraima

Não é feriado em nenhuma cidade

Santa Catarina

Não é feriado em nenhuma cidade

Florianópolis

Não é feriado em nenhuma cidade

São Paulo

A data está no calendário oficial de 106 municípios, incluindo a capital São Paulo. Veja a lista de cidades:

– Aguai
– Águas Da Prata
– Águas De São Pedro
– Altinópolis
– Americana
– Americo Brasiliense
– Amparo
– Aparecida
– Araçatuba
– Aracoiaba da Serra
– Araraquara
– Araras
– Bananal
– Barretos
– Barueri
– Bofete
– Borborema
– Buritama
– Cabreuva
– Cajeira
– Cajobi
– Campinas
– Campos do Jordão
– Canas
– Capivari
– Caraguatatuba
– Carapicuíba
– Charqueada
– Chavantes
– Cordeirópolis
– Cruz das Almas
– Diadema
– Embu
– Embu Das Artes
– Estância De Atibaia
– Florida Paulista
– Franca
– Franco Da Rocha
– Francisco Morato
– Franco da Rocha
– Getulina
– Guaira
– Guarujá
– Guarulhos
– Hortolândia
– Ilhabela
– Itanhaem
– Itapecerica da Serra
– Itapeva
– Itapevi
– Itararé
– Itatiba
– Itu
– Ituverava
– Jaguariuna
– Jambeiro
– Jandira
– Jarinu
– Jaú
– Jundiaí
– Juquitiba
– Lajes
– Leme
– Limeira
– Mauá
– Mococa
– Paraiso
– Paulo de Faria
– Pedreira
– Pedro de Toledo
– Pereira Barreto
– Peruíbe
– Piracicaba
– Pirapora do Bom Jesus
– Porto Feliz
– Ribeirão Pires
– Ribeirão Preto
– Rincão
– Rio Claro
– Rio Grande Da Serra
– Salesópolis
– Salto
– Santa Albertina
– Santa Isabel
– Santa Rosa de Viterbo
– Santo André
– Santos
– São Bernardo do Campo
– São Caetano do Sul
– São João Da Boa Vista
– São Paulo
– São Vicente
– Sete Barras
– Sorocaba
– Sumaré
– Suzano
– Votorantim.

Fonte da lista de Estados e Municípios: CUT

Fonte: Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários, Financiários e Empresas do Ramo Financeiro de Curitiba e Região

Autor: Flávio Laginski

Escreva um comentário

Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br