A contratação de aproximadamente 2.800 concursados, anunciados em março, pela Caixa é insuficiente para atender a carência de pessoal no banco. Esse foi um dos recados dados por trabalhadores e representantes de entidades sindicais e associativas, durante o tuitaço realizado no início da tarde desta terça-feira (6).

A mobilização no Twitter foi em defesa da Caixa 100% pública, mais contratações e pagamento justo da Participação nos Lucros ou Resultados (PLR). “A Caixa precisa de mais bancários e bancárias. A contratação de 2.766 empregados, anunciada recentemente, é pouca para cobrir o déficit de quase mil trabalhadores”, ressaltou o Sindicato dos Bancários de Belo Horizonte.

“Utilizar as metas comerciais desumanas para avaliar nosso desempenho é uma falta de respeito. Os empregados superaram a meta em outros itens e a Caixa não considerou. Isso é má fé! Onde está nossa valorização? #PGNaoCumpreAcordo, #MaisEmpregadosMenosFilas e #Caixa100Publica”, postou o Sindicato dos Bancários do Ceará.

“Os trabalhadores estão atuando sob um grande estresse devido às jornadas exaustivas, ao trabalho em ambientes com alto risco de exposição ao Coronavírus e à cobrança por metas desumanas”, denunciou o Sindicato dos Bancários de Curitiba.

“A gestão da @Caixa fez o pagamento da 2ª parcela da PLR Social com erro no cálculo. Pedro, cadê a parte que nos cabe? Cumpra o que foi acordado! A gente quer inteira, não pela metade! #PGNaoCumpreAcordo #MaisEmpregadosMenosFilas #Caixa100Publica”, lembrou o Sindicato dos Bancários de Brasília.

Durante o tuitaço, foram usadas as hashtags #PGNaoCumpreAcordo, #MaisEmpregadosMenosFilas e #Caixa100Publica.

Fonte: Contraf-CUT

Escreva um comentário

Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br