Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br
 
 
publicado em 12 de setembro de 2013 às 11:25:
Mais espionagem: Petistas sugerem suspensão de leilão do Campo de Libra

Após a espionagem a cidadãos brasileiros e à própria presidenta Dilma Rousseff, o alvo desta vez da Agência de Segurança Nacional (NSA) americana foi a Petrobras – maior empresa brasileira do ramo petrolífero. As graves denúncias envolvendo a espionagem norte-americana no Brasil foram reveladas em reportagem exibida no domingo (8), pelo programa Fantástico da Rede Globo.

A reportagem mostra que documentos ultrassecretos em poder do ex-agente da NSA Edward Snowden, repassado ao jornalista Glenn Greenwald, comprovam o modus operandi da NSA.  A matéria exibe uma apresentação feita pela agência em maio de 2012, onde explica aos novos agentes os caminhos para acessar e espionar redes privadas de computador e redes internas de empresas, governos e instituições financeiras. Um dos slides traz o nome da Petrobras seguido do título: “muitos alvos usam redes privadas”.

O presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Petrobras,  deputado Luiz Alberto (PT-BA) disse que vai propor ao colegiado que se faça uma nota de protesto em relação ao fato e, ao mesmo tempo, vai sugerir ao governo a suspensão do leilão do Campo de Libra, na Bacia de Santos, considerado o maior leilão da história do petróleo, marcado para o mês de outubro.

“Penso que o leilão do Campo de Libra deve ter suspensão imediata, até que se tenha informação exata da gravidade e da extensão da invasão dos Estados Unidos nas informações estratégicas da Petrobras”, avaliou Luiz Alberto.

De acordo com Luiz Alberto, o governo americano está interessado nos conhecimentos que a empresa brasileira detém sobre a área do pré-sal. Segundo ele, a Petrobras é detentora de tecnologia e líder mundial em exploração de petróleo em águas profundas. O que explica o “súbito” interesse do governo norte-americano. “É fundamental o governo brasileiro tomar precauções”, reiterou o petista.

Para o deputado Fernando Ferro (PT-PE), a justificativa contida na nota divulgada pela Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos, reproduzida pelo Fantástico, de que não usa a sua capacidade de espionagem internacional para roubar informações comerciais de empresas estrangeiras em benefícios próprios, não se sustenta. “O Brasil está diante de um risco”, enfatizou.

Fernando Ferro lembrou também que, recentemente, os EUA disseram que a espionagem era feita para detectar ação terrorista. “A espionagem se confirma, agora, como uma ingerência, uma interferência do governo americano nos negócios de outros países, particularmente na área de petróleo”, disse.

De acordo com Fernando Ferro, houve muita expectativa criada com a descoberta do pré-sal nos mares brasileiros e isso levou os EUA a deslocar a quarta frota para o Atlântico Sul depois dessas descobertas.

“Acho que há interesse sim e deve ser analisado. Essa espionagem é preocupante, até porque quem vai para um leilão como o de Campo de Libra, com determinadas informações, pode apostar sem risco”, advertiu o parlamentar pernambucano.

Além da Petrobras, o Google (provedor de e-mails e serviços de internet); a rede privada do Ministério das Relações Exteriores da França, entre outros, foram alvos da espionagem americana. É o que revelou a reportagem.

Benildes Rodrigues

Notícia colhida no sítio http://www.ptnacamara.org.br/index.php/noticias/item/15219-mais-espionagem-petistas-sugerem-suspensao-de-leilao-do-campo-de-libra

==================================

Espionagem na Petrobras não vai adiar leilão de Libra, diz Graça Foster

Vladimir Platonow
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro – As recentes denúncias de espionagem contra a companhia de petróleo Petrobras não vão provocar o adiamento do leilão do Campo de Libra, do pré-sal da Bacia de Santos, marcado para o dia 21 de outubro. A avaliação é da presidenta da estatal, Graça Foster. Ela falou aos jornalistas após evento que teve a participação da presidenta Dilma Rousseff, no Estaleiro Inhaúma, no Rio de Janeiro.

Reportagem exibida pelo programa Fantástico, da TV Globo, no último domingo (8), revelou que documentos da Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos (NSA, na sigla em inglês) apontam que a Petrobras foi espionada.

“Do que eu vejo, do que tenho de informação, definitivamente, do que está sobre a mesa, não há a menor possibilidade de mudança de data de leilão por conta dessa informação, que não é material, não está identificada”, disse Graça. A presidenta da estatal disse que estará na próxima quarta-feira (18) em Brasília, para falar sobre o assunto em comissão do Senado: “Vou estar lá, me preparar o máximo que puder, para responder a todas as perguntas”.

Graça disse que a estatal sempre teve uma preocupação muito grande na manutenção das informações sigilosas. “A Petrobras tem um sistema de proteção bastante adequado, em que nós fazemos permanentemente alterações neste sistema tecnológico que faz a proteção do nosso sistema. Nós temos uma política de segurança empresarial. Menos de três semanas atrás, aprovamos uma revisão nessa política. Estamos atentos.”

A empresa que vencer o leilão de Libra terá que pagar um bônus de assinatura à União de R$ 15 bilhões. A assinatura do contrato de partilha de produção está prevista para novembro. A área a ser licitada tem cerca de 1,5 mil quilômetros quadrados. Segundo o edital, os ganhadores da licitação deverão desenvolver as atividades de exploração por quatro anos, prazo que poderá ser estendido, como prevê o contrato de partilha de produção

Edição: Fábio Massalli

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir o material é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil

Notícia colhida no sítio http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-09-11/espionagem-na-petrobras-nao-vai-adiar-leilao-de-libra-diz-graca-foster

====================================

Campo de Libra deve produzir pelo menos 1 milhão de barris de petróleo por dia, diz ANP

Flávia Villela
Repórter da Agência

Rio de Janeiro – A diretora-geral da Agência Nacional de Petróleo (ANP), Magda Chambriard, disse hoje (12/07) que o Campo de Libra, na camada pré-sal da Bacia de Santos, deve produzir pelo menos 1 milhão de barris por dia, o equivalente à metade do que o país extrai atualmente.

“No projeto, espera-se instalar de 12 a 18 plataformas de grande porte. Cada plaforma deve ser instalada com capacidade de 150 mil barris de petróleo por dia. Façam as contas. É muito óleo a ser revertido para o Brasil. O pico alcançará, pelo menos, 1 milhão de barris por dia”, disse em coletiva de imprensa nesta manhã na sede da empresa no Rio de Janeiro. Ela lembrou que 75% da produção ficará para o Brasil.

A diretora explicou que a produção do pré-sal em Campo de Libra deve começar cinco anos depois da assinatura do contrato.

Ela estuda prorrogar o prazo da consulta pública sobre o leilão da primeira licitação de exploração e produção de petróleo e gás natural na área do pré-sal, Campo de Libra, na Bacia de Santos. O cronograma do leilão prevê até 19 de julho para sugestões.

“Estamos vendo se é possível ganhar uns dois três dias [da consulta] em prol das indústrias”, disse. Entretanto, ela garantiu que mesmo que o prazo da audiência seja prorrogado, a data do leilão, 21 de outubro, não mudará. O evento ocorrerá no Windsor Barra, zona oeste do Rio.

Magda também explicou que o prazo do contrato de exploração do pré-sal de 35 anos, não renováveis, é um prazo legal e não pode ser renegociado. “Essa foi uma discussão do Congresso Nacional, os 35 anos estão na lei e por isso não é algo discutível na ANP”.

Na primeira fase de exploração (quatro anos), as empresas têm a obrigação de perfurar pelo menos dois poços de desenvolvimento.

A fase de exploração vem logo a seguir e, nos dois primeiros anos, a partir do primeiro óleo, 50% dos custos serão recuperáveis e então a taxa cai para 30%. “A partir daí não são mais necessários os 50% para o ressarcimento, os 30% são mais do que suficientes para os contratados”, disse a diretora, ao ressaltar que, como o ressarcimento será imediato, não há necessidade de correção monetária.

Edição: Talita Cavalcante

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir o material é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil

Notícia colhida no sítio http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-07-12/campo-de-libra-deve-produzir-pelo-menos-1-milhao-de-barris-de-petroleo-por-dia-diz-anp

===============================

EUA espionam Petrobrás e o governo brasileiro de olho no pré-sal

Ter, 10 de Setembro de 2013 18:13

FUP

“Diante da gravidade das denúncias documentadas pela imprensa brasileira sobre a ação ilegal por parte do governo dos Estados Unidos para obter  informações estratégicas da Petrobrás através de espionagem feita por sua Agência de Segurança Nacional (NSA),  a Federação Única dos Petroleiros manifesta sua preocupação com a soberania nacional e faz um apelo ao governo brasileiro que suspenda imediatamente o leilão de Libra”.

A cobrança foi feita pela FUP em documento encaminhado no último dia 09  à presidente Dilma Rousseff, ao ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, à presidente da Agência Nacional de Petróleo, Magda Chambriard, ao presidente da Câmara dos Deputados Federais, Henrique Eduardo Alves, ao presidente do Senado, Renan Calheiros, ao presidente do Superior Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, à Procuradora Geral da República, Helenita Acioli, e ao presidente do Tribunal de Contas da União, Augusto Nardes.

A FUP reitera no documento que “a invasão ao sistema de informações da Petrobrás está diretamente relacionada à espionagem feita pela NSA aos presidentes do Brasil e do México, que tiveram suas gravações telefônicas grampeadas e e-mails rastreados”, destacando os interesses do governo norte-americano nas reservas de petróleo e gás desses países.

“Ao invadir a rede privada de informações da Petrobrás, o governo dos Estados Unidos e, consequentemente, as grandes corporações do país,  se apoderam de dados confidenciais sobre tecnologias de ponta e mapeamento de reservas, entre outras informações estratégicas, colocando em risco projetos e estudos da maior empresa brasileira”, ressalta a Federação.

“Não há dúvidas sobre as motivações comerciais na espionagem comandada pelo governo dos Estados Unidos e aliados, como a Inglaterra, cujas petrolíferas já se manifestaram interessadas nas reservas do pré-sal, e, particularmente, em Libra, que tem reservas que podem ultrapassar os 12 bilhões de barris de óleo, inicialmente estimados pela Agência Nacional de Petróleo, com base em estudos feitos pela própria Petrobrás”, denuncia a FUP no documento enviado à presidente Dilma e demais autoridades.

“Sozinho, o campo de Libra equivale a mais de 80% de todas as reservas provadas da Petrobrás, descobertas ao longo de seus 60 anos de atuação”, ressalta a FUP, explicando que em comparação”com as 50 nações que detêm as maiores reservas de petróleo do mundo, só o campo de Libra representa a 17ª colocação nesse ranking, ficando acima do México, da Noruega, da Argélia e de outros 30 países”.

A Federação conclui o documento, cobrando a suspensão imediata do leilão de Libra:

“Diante de todas as evidências de que espionagem do governo dos Estados Unidos tem caráter estritamente comercial e, consequentemente,  privilegia as petrolíferas norte-americanas, torna-se urgente a suspensão imediata do leilão de Libra. Em nome dos trabalhadores petroleiros e em prol dos interesses da Nação, a FUP espera que o governo brasileiro tome todas as providências necessárias para defender a Petrobrás e a soberania nacional”.

Clique aqui para ler a íntegra do documento enviado à presidente Dilma e demais autoridades.

Notícia colhida no sítio http://www.fup.org.br/2012/noticias/manchetes/2221772-fup-cobra-do-governo-cancelamento-do-leilao-de-libra-e-providencias-contra-a-espionagem-na-petrobras

deixe seu comentário
  1. Não podemos nos calar em defesa à pátria amada quando se comemora 25 anos da Constituição Federal: República, Democracia e Cidadania , bem como, os 60 anos da Petrobrás,
    Apoio o manifesto “O PETRÓLEO É NOSSO! Suspensão Imediata do Leilão do Campo de Libra do Pré-Sal!” e a revisão técnica e programática ainda em tempo com vistas a garantir aos brasileiros os benefícios da renda total do petróleo e não apenas de uma porcentagem ” os royalties”, do campo de Libra, cuja previsão é que esteja produzindo 1 milhão de barris por dia em 2020, metade do que a Petrobras levou 60 anos para obter, e, que a própria Petrobras tem competência e fundos para explorar.

    Trago à lembrança e fortaleço esta declaração, com o orgulho estampado no olhar e na voz dos mais velhos quando em 1953 diziam : O Petróleo é nosso! , muito embora às vezes com certa incredulidade.

    Pedagoga Léa Corrêa Pinto Centro de Referência do Movimento da Cidadania pelas Águas Florestas e Montanhas Iguassu Iterei´
    fundadora Plataforma MVVC-CC
    http://plataforma-montanhas.rio20.net/2013/10/06/petroleo-declaracao-por-lea-correa-pinto/

 
últimas notícias
18 de setembro de 2014
Banco Central divulga Relatório de Estabilidade Financeira
18 de setembro de 2014
SindBancários, CUT e movimentos sociais entregam plataforma da classe trabalhadora para Tarso Genro
18 de setembro de 2014
Mulheres sofrem discriminação nos bancos, aponta II Censo da Diversidade
18 de setembro de 2014
Resoluções do III Encontro Nacional de Isonomia dos empregados da CEF
18 de setembro de 2014
Sindicato de Apucarana protesta contra mais um demissão no Santander em Arapongas
  © Copyright 2011. Todos os direitos reservados.
WebmaniaBR