Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br
 
 
publicado em 6 de agosto de 2018 às 9:02:
Interpol exclui Tacla Duran da lista de procurados e impõe derrota a Moro
A agência de investigação internacional acatou pedido da defesa do ex-advogado da Odebrecht. A defesa de Duran havia questionado a imparcialidade do juiz federal do Paraná.

São Paulo – O juiz federal de primeira instância Sérgio Moro teve sua credibilidade abalada em escala internacional, que o coloca em descrédito perante as polícias de todo o mundo. A Interpol retirou o ex-advogado da Odebrecht, Rodrigo Tacla Duran, da lista de procurados da agência por considerar que Moro  desrespeitou a Declaração Universal de Direitos Humanos.

Em março, em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura de São Paulo, o juiz da Lava Jato chamou Duran de “mentiroso”. “Tem esse indivíduo, foragido e suspeito de crimes gravíssimos, e que levanta essas histórias sem base empírica”, reagiu o juiz ao ser questionado sobre seu compadre, Carlos Zucolotto.

Sócio de sua mulher, Rosangela Wolff Moro, o também advogado Zucolotto foi acusado por Tacla Duran de “oferecer facilidades” junto ao Ministério Público Federal e ao Poder Judiciário, por meio de pagamento de propinas. A afirmação foi feita em novembro passado, durante depoimento de Duran, por videoconferência, à CPI da JBS.

A entrevista de Moro foi  apresentada à Interpol, que a levou em consideração no acolhimento do pedido dos advogados de Duran. O entendimento foi o de que, “diante do comportamento do juiz responsável por presidir seu caso no Brasil, dúvidas suficientes têm sido colocadas sobre o fato de violação so Artigo 2 da Constituição da Interpol”.

O artigo se refere à necessidade de a instituição promover a cooperação entre as polícias de diferentes países, sempre que a Declaração Universal de Direitos Humanos seja respeitada.

deixe seu comentário

 
últimas notícias
11 de outubro de 2018
  Paulo Guedes, ministro da economia de Bolsonaro, já coloca preço para vender Caixa e...
10 de outubro de 2018
  Financiários assinam acordo e garantem direitos
9 de outubro de 2018
  MDB, Patriota e PSD lideram barrados na Lei da Ficha Limpa em 2018
9 de outubro de 2018
  Por defender bandeira dos trabalhadores, CUTistas são bem votados no Brasil
9 de outubro de 2018
  Ministro e relator da reforma Trabalhista não conseguem reeleição
  © Copyright 2011. Todos os direitos reservados.
WebmaniaBR® - Ideias em códigos