(São Paulo) A Associação Nacional dos Consumidores de Crédito (Andec) obteve decisão na Justiça que prevê a suspensão dos descontos diretos em folha dos empréstimos consignados efetuados pelo banco ABN Real em todo o país. De acordo com efeito suspensivo concedido pelo desembargador Otávio de Abreu Portes, da 16ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, os descontos devem ser suspensos imediatamente. A medida vale para empréstimos com desconto em folha concedidos a aposentados e também trabalhadores correntistas do banco ABN Real.

Em caso de descumprimento da decisão, a instituição estará sujeita a multa diária de R$ 10 mil. O banco ABN Real informou ontem que ainda não foi notificado pelo TJ de Minas e que, portanto, não poderia se manifestar sobre o assunto.

A Andec já ganhou ação na Justiça contra outros quatro bancos: Banespa, Banco do Brasil, Itaú e Unibanco. De acordo com a advogada da Andec, Ingrid Salim, o objetivo é fazer com que trabalhadores e aposentados do INSS tenham a possibilidade de escolher como querem pagar as parcelas do empréstimo.

Fonte: Diário de São Paulo

Escreva um comentário

Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br