Os Sindicatos dos Bancários filiados á Fetec/Cut-Pr  (Sindicatos de Arapoti, Apucarana, Campo Mourão, Cornélio Procópio, Curitiba, Guarapuava, Londrina, Paranavaí, Toledo e Umuarama) realizaram na data de ontem 07/05, o  lançamento da Campanha de Valorização dos Funcionários do Bradesco. Veja abaixo como foram as atividades nas bases dos sindicatos do Paraná e também a nível nacional.

 

Lançada campanha por valorização dos bancários no Bradesco em Curitiba

Acontece nesta terça-feira, 07 de maio, um Dia Nacional de Lutas no Bradesco para o lançamento da nova campanha de valorização e mais respeito aos funcionários do banco. A mobilização foi definida durante o Encontro Nacional dos Funcionários do Bradesco, quando também foi definida a minuta específica de reivindicações, já entregue ao banco no dia 17 de abril.

O Sindicato dos Bancários de Curitiba e região foi à agência Centro e se reuniu com os funcionários do local, apresentando a campanha e dialogando sobre a pauta específica. No interior do estado, em Apucarana, Campo Mourão, Cornélio Procópio, Paranavaí, Toledo e Umuarama, bases da Fetec-CUT-PR, também foram realizadas atividades.

“O banco já está com a pauta. Agora queremos um calendário de negociações para discutirmos as prioridades definidas pelos trabalhadores do Bradesco. Esperamos, que com o Dia de Lutas de hoje, o banco nos dê uma resposta”, conta Otávio Dias, presidente do Sindicato e funcionário do Bradesco.

Entre as principais reivindicações estão a negociação de um Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS), a construção de um Programa de Reabilitação, auxílio-educação, plano de saúde e parcelamento de férias.

Por: Flávia Silveira

SEEB Curitiba com Contraf-CUT

==================================================================================================================================

Bancários  lançam campanha de valorização no Bradesco

Crédito: Seeb Londrina
Seeb LondrinaAto público teve a presença de Homem e Mulher de Lata

Na manhã desta terça-feira (7), seguindo o calendário aprovado no Encontro Nacional, o Sindicato dos Bancários de Londrina lançou a Campanha Nacional de Valorização dos funcionários do Bradesco.

A atividade foi realizada na agência Praça Willie Davids, teve intervenção lúdica com Homem e Mulher de Lata, distribuição de carta aberta à população e reunião com os funcionários, onde os diretores do Sindicato detalharam os temas que compõem a minuta específica.

Entregue ao banco no dia 17 de abril, a pauta tem como destaques Plano de Cargos, Carrreiras e Salários (PCCS), parcelamento do adiantamento de férias, auxílio-educação e melhoria nas condições de trabalho.

A campanha deste ano tem o Homem de Lata como personagem central para fazer o contraponto com o mascote do Bradesco, o robozinho Link237, e as práticas retrógradas do banco para com os funcionários.

“Estamos aguardando o retorno da Matriz e acreditamos que começaremos o processo negocial em alguns dias. Esperamos que o banco considere nossas reivindicações, principalmente aquelas que já estão implementadas em outras instituições, como o auxílio-educação e o parcelamento do adiantamento de férias”, explica Joseph Sonego, representante da Fetec Paraná na Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Bradesco.

Os Sindicatos de Arapoti, Apucarana, Cornélio Procópio também fizeram o lançamento  da Campanha com atividades nas  agências do Bradesco.

O Homem de Lata chamou atenção no lançamento da Campanha de Valorização dos funcionários do Bradesco em Apucarana

APUCARANAManifestação do Sindicato divulga a Campanha de Valorização no Bradesco
Quinta-Feira, 9 de Maio de 2013Diretores do Sindicato de Apucarana realizaram manifestação hoje (7/05) em frente à agência do Bradesco para divulgar a Campanha de Valorização dos Funcionários, seguindo o calendário de mobilização definido no Encontro Nacional. Na ocasião foi distribuída Carta Aberta aos clientes e usuários, a edição especial do Jornal Raios aos bancários e bancárias e reproduzido o jingle da Campanha com o carro de som.Para completar, a manifestação foi acompanhada pelo Homem de Lata, personagem que é símbolo da Campanha de Valorização dos Funcionários do Bradesco. “A atividade foi muito boa e bem recebida pelos bancários, bancárias e a população, que compreendeu o espírito e a necessidade da mobilização por melhores condições de trabalho e valorização dos funcionários”, relata Antonio Pereira da Silva, presidente do Sindicato de Apucarana.

 Lançamento da Campanha de Valorização dos Funcionários do Bradesco em Arapoti

Diretores do Sindicato fazem lançamento da Campanha de Valorização no Bradesco

Quinta-Feira, 9 de Maio de 2013O presidente do Sindicato de Arapoti, José Ubiraci de Oliveira, e a diretora Valéria Olimpia Villela Wanderley fizeram hoje o lançamento da Campanha de Valorização dos Funcionários do Bradesco, acompanhando a mobilização nacional definida pela COE (Comissão de Organização dos Empregados).

Durante a atividade faixas denunciaram a forma como o Bradesco trata os funcionários e a Carta Aberta informou aos clientes e usuários do banco em Arapoti as principais reivindicações deste ano. “A Campanha de Valorização é uma forma de pressionar o Bradesco a atender demandas antigas, como o Auxílio-educação e a instituir o parcelamento das férias, benefícios que outros bancos de menor porte já praticam”, argumenta José Ubiraci.

Valéria Wanderley afirma que é preciso muita pressão para vencer estes desafios e mudar a postura retrógrada da diretoria do banco. “O Bradesco tem que entender que somos seres humanos, com necessidades e sentimentos. Não somos feitos de lata!”, ressalta.

 

Fonte: Seeb Londrina

 

==================================================================================================================================

Sindicatos do Pactu Lançam Campanha de Valorização dos Funcionários do Bradesco

Toledo 1.JPG

Dirigentes do Sindicato dos Bancários de Toledo em frente a agência do Bradesco

Os  Sindicatos que compõem a base do PACTU (Campo Mourão, Guarapuava, Paranavaí, Toledo e Umuarama)  lançaram a Campanha Nacional de Valorização dos  Funcionários do Bradesco. Tendo  como reivindicação: Plano de Cargos, Carreiras  e Salários (PCCS), Parcelamento do  Adiantamento de Férias,  Auxílio-educação  e Melhorias  nas Condições de Trabalho.

O Homem de lata é o mote da mobilização, em contraposição ao “Banco do Futuro”, passando a mensagem “Bancário não é de lata é gente como você, gente de verdade”.

A  diretora do  Sindicato dos  Bancários de Toledo,  Jucilene de Bortoli , afirma que, “Apesar dos lucros bilionários o banco continua demitindo, não valorizando seus funcionários. As nossas reivindicações são justas e o banco tem amplas  condições de atendê-las”.

Fonte: Seeb Toledo

Seeb Umuarama denuncia Bradesco ao Ministério Público do Trabalho

Clique na foto para ampliar

Nesta terça-feira, 07/05, o Sindicato dos Bancários de Umuarama, Assis Chateaubriand e Região protocolou denúncia contra o Bradesco no Ministério Público do Trabalho. A atividade fez parte da Campanha pela Valorização dos Funcionários do Bradesco.

Segundo Edilson José Gabriel, coordenador do Sindicato, “os objetos da denúncia foram o transporte de numerário por funcionários do Bradesco, para abastecimento das máquinas de autoatendimento dos PAAs – Postos de Atendimento Avançado -, e a falta de segurança destes mesmos PAAs”.

Aninoel Pedroso do Couto, diretor de Organização do Sindicato e funcionário do Bradesco, esclarece que “o transporte de numerário por bancários está proibido pela cláusula 30ª da Convenção Coletiva Nacional dos Bancários e há fortes indícios de que o Bradesco não está cumprindo a cláusula”.

Ainda segundo os sindicalistas, o Ministério Público do Trabalho já ganhou uma ação contra o Bradesco, pelo transporte de numerário feito por funcionários. Já em relação aos PAAs, desde que surgiram, os sindicatos reclamam a instalação de mecanismos de segurança e a contratação de vigilantes. “No entanto, o Bradesco se recusa a atender a reivindicação, mesmo tendo conhecimento dos inúmeros assaltos praticados contra as unidades com este modelo de atendimento,” concluiu Aninoel.

Fonte: Seeb Umuarama/Assis Chateaubriand

dirigentes do Seeb Campo Mourão no lançamento da Campanha de Valorização dos funcionários do Bradesco

guarapuava.JPG

Dirigentes do Seeb Guarapuava, no lançamento da Campanha de Valorização dos funcionários do Bradesco

Paranavai.JPG

Dirigentes do sindicato de Paranavaí no laçamento da Campanha de valorização dos funcionários do Bradesco

=================================================================================================================================================

Por valorização, bancários protestam e paralisam agências do Bradesco

Londrina: Homem e Mulher de Lata simbolizam a desumanidade do Bradesco

Os bancários do Bradesco realizaram manifestações de protesto e paralisaram agências de todo o país nesta terça-feira 7, no lançamento da campanha “Por Valorização e Respeito aos Funcionários”, organizada pela Contraf-CUT, pelas federações e sindicatos. A campanha, definida no Encontro Nacional dos Funcionários do Bradesco realizado entre os dias 2 e 4 de abril em Atibaia, São Paulo, inclui também a cobrança da pauta de reivindicações específicas apresentada ao banco no dia 7 do mês passado.

A pauta tem como principais bandeiras a criação de um Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS), melhores condições de trabalho e preservação da saúde, parcelamento do adiantamento das férias e auxílio-educação para todos.

Em suas campanhas publicitárias, o Bradesco apela a sentimentos de valorização do ser humano – o contrário do que o banco faz com seus funcionários. Fazendo alusão ao robô que o banco usa na propaganda, a campanha de valorização do funcionalismo explora essa contradição, com o slogan “Bancário não é lata. É gente como você, gente de verdade” (veja na imagem).

“O homem de lata simboliza a falta de humanidade nas relações de trabalho dentro do banco”, explica Elaine Cutis, diretora da Contraf-CUT e coordenadora da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Bradesco.

Veja abaixo como foi o lançamento da campanha em várias partes do país:

Começa em São Paulo campanha de valorização no Bradesco

Bancários exigem respeito e param agências do Bradesco no Centro do Rio

Bancários paralisam 8 agências em BH por valorização no Bradesco

Lançada campanha de valorização dos funcionários do Bradesco em Brasília

Bancários do Ceará fazem ato no Bradesco por valorização e respeito

Bancários de Campinas paralisam a principal agência do Bradesco

Bancários iniciam campanha parando agência do Bradesco em Cuiabá

Bancários de Londrina lançam campanha de valorização no Bradesco

Bancários de Rondônia cobram valorização e respeito do Bradesco

Campanha por valorização e respeito no Bradesco é lançada em Teresópolis

O que os bancários do Bradesco reivindicam:

□ Por um Plano de Cargos, Carreiras e Salários

Reivindicação antiga, o PCCS é o conjunto de regras e normas que estabelece critérios claros, objetivos e transparentes de promoção, escalonamento e de responsabilidades dos bancários, de forma a garantir a igualdade de oportunidades para todos e a valorização profissional.

Hoje o banco privilegia os altos escalões com milionárias bonificações de resultados. E funcionários com o mesmo cargo e função ganham salários diferentes, há estagnação na carreira, vigora o apadrinhamento e o famoso QI (“quem indica”).

Essa ausência de transparência causa insatisfação no ambiente de trabalho e faz com muitos talentos deixem a empresa por falta de perspectivas profissionais.

□ Saúde, condições de trabalho e reabilitação

A pressão por obtenção de metas cada vez maiores e abusivas leva ao assédio moral e aos crescentes casos de adoecimentos, tanto físicos quanto psíquicos, na categoria bancária. Queremos acabar com as metas abusivas e com o assédio moral e estabelecer relações de trabalho mais humanas.

Em relação à reabilitação profissional, o Bradesco discrimina os bancários que retornam da licença-médica, muitas vezes colocando em atividades totalmente alheias à sua função ou até mesmo em isolamento. Os bancários querem que o banco construa um programa próprio de reabilitação com base no que já existe na Convenção Coletiva, pondo fim a todas essas distorções.

□ Parcelamento do adiantamento das férias

Essa é uma cláusula nova que os bancários estão trazendo para a sua pauta de reivindicações. O que se quer é o parcelamento do adiantamento das férias em até 10 vezes mensais, de forma facultativa, sem acréscimo de juros ou encargos. Isso evitaria que os bancários recorressem a empréstimos para se recompor financeiramente quando retornam de férias.

A reivindicação pode ser perfeitamente atendida, pois os demais bancos, inclusive da rede privada, já concedem esse benefício aos seus trabalhadores.

□ Auxílio-educação

Entre os principais bancos que atuam no país, o Bradesco continua sendo o único sem nenhum incentivo educacional para o funcionalismo, apesar de exigir que os trabalhadores tenham cada vez mais qualificação.

É inconcebível um banco que apresenta lucro líquido de quase R$ 3 bilhões no primeiro trimestre do ano, com a maior rentabilidade dentre todos os bancos das Américas e da Europa segundo a consultoria Economática, não ter uma política de auxílio-educação.

O banco argumenta que já investe na qualificação por meio do Treinet. Mas ele é voltado somente aos interesses do banco e não supre a necessidade de uma formação de nível superior. Afinal, em sua propaganda o Bradesco usa muito a Fundação Bradesco para tentar demonstrar seu compromisso com a educação. Mas ele não faz esse investimento em seus próprios funcionários.

Fonte: Contraf-CUT

Escreva um comentário

Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br