A proposta de Acordo Aditivo, que regulamenta a compensação das horas negativas dos funcionários e funcionárias do Santander que estão afastados por serem do grupo de risco para a Covid-19, será submetida à Assembleia virtual/remota convocada pelo Sindicato de Londrina para o dia 9 de fevereiro.

A Assembleia ocorrerá por meio do link https://bancarios.votabem.com.br/, que estará disponibilizado no site do Sindicato (www.vidabancaria.com.br), das 9h até às 20h do dia 9/02.

O diretor do Sindicato de Londrina e representante da FETEC-CUT/PR (Federação Estadual dos Trabalhadores nas Empresas de Crédito do Paraná) na COE Comissão de Organização dos Empregados) do Santander, Leonardo Rentz, lembra que esta proposta é fruto das negociações com o banco e prevê a ampliação do prazo para compensação das horas negativas.

“A COE conseguiu a ampliação de 12 para 18 meses do período de compensação, com início do prazo em março deste ano. Com isso, os funcionários poderão evitar o desconto nos salários das horas não compensadas”, explica Leonardo, orientando a aprovação do Acordo Aditivo na Assembleia virtual.

Veja os principais pontos do Acordo Aditivo:

Este é um Aditivo ao Acordo Coletivo de Trabalho firmado com o Santander Brasil em 04/08/2020, no qual estão colocados parâmetros na acumulação de horas negativas (aos que estão afastados por serem grupos de risco e que não estão exercendo atividade de home office) e como essas horas deverão ser pagas quando o funcionário retornar ao trabalho.

1) Período de Acumulação de horas negativas – até 28/02/2021;

2) Regime Especial de Compensação – de 1º/03/2021 até 31/08/2022 (18 meses);

3) Até 15/03/2021, o banco informará aos empregados o saldo remanescente de horas negativas acumuladas para que se inicie, em março de 2021, o período de compensação especial das referidas horas válido até 31/08/2022;

4) Se o funcionário for desligado (sem justa causa) ou se aposentar NÃO HAVERÁ O DESCONTO DAS HORAS NEGATIVAS;

5) Próximo do início da compensação das horas negativas, a COE Santander se reunirá com o banco para analisar o cenário da pandemia, avaliando se será possível o retorno ao trabalho dos que estão afastados e o nível de acumulação de horas negativas com vistas de deliberar eventual necessidade de repactuação dos prazos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Texto: Armando Duarte Jr

Fonte: Vida Bancária

Escreva um comentário

Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br