É com muita tristeza e pesar que comunicamos o falecimento do grande ativista e militante da causa LGBTI+, Márcio Marins, por volta de 1 hora da manhã hoje (24/04), no Hospital de Clínicas em Curitiba, após vários meses de luta contra a Aviun.

Márcio Marins era natural da cidade do Rio de Janeiro e há 30 anos atrás já militava no Grupo Atobá naquela cidade, um dos mais antigos grupos do Brasil à época. Em 2005 se mudou para Curitiba e passou a integrar a Associação Paranaense da Parada da Diversidade, estando desde então sempre à frente da organização da Parada na cidade de Curitiba.

Também fundou o Dom da Terra AfroLGBTI e foi integrante do Fórum de Religiões de Matrizes Africanas de Curitiba e Região Metropolitana. Também foi carnavalesco premiado na cidade de Curitiba.

Márcio também atuava na Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexos. Estava afiliado à Partido Comunista do Brasil e já concorreu como candidato nas eleições estaduais do Paraná de 2018. Era vice-presidente da UNA LGBT do Paraná.

Exercia um papel muito atuante no Conselho Permanente dos Direitos Humanos do Estado do Paraná e por dois mandatos era Conselheiro do Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial do Paraná.

Que sua garra continue nos/nas ativistas e militantes de Curitiba, do Paraná e do Brasil.

Neste momento de dor e consternação, só nos cabe pedir aos orixás que lhe iluminem e deem paz, conforte à sua família, amigos, colegas, para enfrentar essa imensurável perda.
Para nós do movimento LGBTI, Marcio Marins de Jagun foi muito importante nas principais lutas contra o combate à lgbtifobia no Brasil. Se destacando nas lutas das religiões de matrizes africanas. #marciomarinspresente

Por Diego Lima, presidente da UNA LGBT PR                      e Conselheiro Tutelar da Regional Curitiba – Centro

Escreva um comentário

Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br