Bancário passou por Bamerindus e HSBC para ser demitido pelo Bradesco durante período de estabilidade pré-aposentadoria garantida em convenção coletiva

O Sindicato dos Bancários de Curitiba e região paralisou as atividades da agência Bradesco Sítio Cercado na manhã desta segunda-feira, 12 de agosto, em protesto contra a demissão sem justa causa de um bancário com 34 anos de vínculo empregatício.

A Convenção Coletiva de Trabalho da categoria garante que neste período o trabalhador está em estabilidade pré-aposentadoria e que a demissão é irregular. A demissão ocorreu em julho e nesse período o Sindicato tentou dialogar com o Bradesco, que se mantém irredutível na reintegração e, por esse motivo, a entidade entrou com ação judicial representando o trabalhador, com pedido de liminar.

Conforme explica Cristiane Zacarias, representante do Paraná na COE Bradesco, o banco realizou a demissão de maneira irregular pois está exigindo do trabalhador a formalização via carta do pedido de estabilidade pré-aposentadoria, mas o bancário entrou na estabilidade durante a CCT anterior, em que não havia a obrigatoriedade de formalizar o pedido.

“A gente tentou conversar com o banco, com o RH, com a direção regional e o Bradesco reitera que o posicionamento do banco é por manter a demissão. A gente entrou com pedido de liminar tentando a reintegração e o fechamento hoje é um protesto, pois nosso entendimento é que há descumprimento da convenção por parte do banco”, explica a dirigente.

A agência permanecerá fechada até 12h.

FETEC-CUT-PR

Escreva um comentário

Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br