Foto: Vida Bancária

O presidente do Sindicato de Londrina, Felipe Pacheco, e o diretor Valdecir Cenali se reuniram nesta segunda-feira (17/08) com o gerente Regional do Bradesco, Norberto Morales, para discutir a nova reestruturação que está em curso no banco.

Segundo Valdecir, que é representante do Vida Bancária na COE (Comissão de Organização dos Empregados) do Bradesco, nesse processo haverá fechamento de agências e transformação de outras em Uns (Unidades de Negócios), o que vai gerar a redução de pessoal e alterações na segurança.

“Além de defender a manutenção dos empregos, deixamos claro que o Sindicato não vai aceitar a retirada das portas com detector de metais e os vigilantes nas agências que serão transformadas em UNs, porque isso vai deixar os bancários e bancárias totalmente vulneráveis, de portas abertas para os assaltantes”, relata.

Valdecir afirma que essa preocupação foi manifestada ao Regional e que caso o banco não respeite as Leis Municipais e Federais que regulamentam a segurança bancária, a entidade vai ingressar com medidas judiciais para garantir segurança aos funcionários.

“Banco é banco, independente se tem movimentação de dinheiro ou não! Os bandidos vão ver o logotipo do Bradesco e poderão entrar sem qualquer obstáculo, não importando se seja agência ou unidade de negócios”, argumenta o diretor do Sindicato de Londrina, lembrando que nos últimos dias os bancos foram alvo de duas ocorrências policiais na Região.

Texto: Armando Duarte Jr.

Fonte: Vida Bancária

Escreva um comentário

Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br