Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br
 
 
publicado em 6 de setembro de 2018 às 10:05:
Temer desconstrói Alckmin: toma que este governo também é seu
Temer chama campanha do tucano de falsa e ressalta que o bloco do golpe, de seu governo e da coligação e Alckmin são uma coisa só

Estaria Temer tentando dar, com sua impopularidade, uma força a Alckmin? Ou o golpe começou a implodir a campanha tucana para migrar para outra? Foto: ALAN SANTOS/PR

São Paulo – O presidente Michel Temer divulgou nesta quarta-feira (5) em rede social um vídeo contundente com objetivo de desconstruir a propaganda eleitoral do candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin. Diante do esforço do tucano de sair do limbo das pesquisas, com críticas aos problemas decorrentes do golpe que o levou ao poder, com protagonismo do PSDB, Temer partiu para o ataque.

“Geraldo Alckmin, candidato a presidente da República, me dirijo a você, pelas falsidades que você tem colocado no seu programa eleitoral e eu não posso silenciar em homenagem ao povo brasileiro”, dispara. Nas redes sociais, o gesto foi interpretado com motivações diversas: Temer estaria tentando dar um impulso a “seu” candidato oficial, Henrique Meirelles, também empacado nas pesquisas? Estaria xingando Alckmin com o objetivo real de favorecê-lo? (Afinal, ser criticado por um presidente com aprovação de 3% pode virar um elogio.) Ou Temer e as forças “ocultas” associadas a ele no golpe estariam, diante da total ausência de um nome habilitado a derrotar a esquerda na eleição, dando uma guinada em direção à campanha de Jair Bolsonaro (PSL)?

De Temer a Alckmin: “Você diz que a educação foi um desastre. Então você sabe quem foi meu ministro da Educação: o Mendonça Filho, que é do DEM, um partido que apoia a sua candidatura? Segundo ponto, você fala mal da saúde com se fosse um desastre… no nosso governo está com o PP (Ricardo Barros), um partido que apoia a sua candidatura, teve três ministérios e continua com três ministérios”.

O presidente não para: “Você critica indevidamente a área de indústria e comércio e sabe quem foi o ministro? O Marcos Pereira, candidato a deputado federal do PRB, que apoia sua candidatura. Estava no meu governo, continua no meu governo e agora é base de apoia da sua candidatura”.

Desemprego? “Se você fala de desemprego você sabe quem conduziu o Ministério de Trabalho e outros órgãos conexos? Foi exata e precisamente o PTB, que apoia sua candidatura e está na base do meu governo. E se você vier a ganhar a eleição, essa base será sua base governamental.”

E conclui o recado a Alckmin, como quem diz “toma que o filho (este governo) é seu”: “Eu me lembro, Geraldo, quando você, candidato a governador, candidato a presidente, nas vezes que eu te apoiei, acho que você era diferente. Não atenda o que dizem seus marqueteiros, atenda apenas a verdade”.

Acesse aqui o vídeo que Temer publicou no twitter

Fonte: Rede Brasil Atual

deixe seu comentário

 
últimas notícias
19 de setembro de 2018
  Financiários garantem proposta de aumento real da Fenacrefi
12 de setembro de 2018
  Financiários retomam negociações com Fenacrefi na terça-feira (18)
12 de setembro de 2018
  Privatização da Eletrobras avança e presidente anuncia novo plano de demissão
12 de setembro de 2018
  PT anuncia Haddad como candidato a presidente após justiça impugnar Lula
11 de setembro de 2018
  Beto Richa (PSDB) e parentes são presos pelo Gaeco
  © Copyright 2011. Todos os direitos reservados.
WebmaniaBR® - Ideias em códigos