Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br
 
 
publicado em 6 de setembro de 2018 às 10:05:
Temer desconstrói Alckmin: toma que este governo também é seu
Temer chama campanha do tucano de falsa e ressalta que o bloco do golpe, de seu governo e da coligação e Alckmin são uma coisa só

Estaria Temer tentando dar, com sua impopularidade, uma força a Alckmin? Ou o golpe começou a implodir a campanha tucana para migrar para outra? Foto: ALAN SANTOS/PR

São Paulo – O presidente Michel Temer divulgou nesta quarta-feira (5) em rede social um vídeo contundente com objetivo de desconstruir a propaganda eleitoral do candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin. Diante do esforço do tucano de sair do limbo das pesquisas, com críticas aos problemas decorrentes do golpe que o levou ao poder, com protagonismo do PSDB, Temer partiu para o ataque.

“Geraldo Alckmin, candidato a presidente da República, me dirijo a você, pelas falsidades que você tem colocado no seu programa eleitoral e eu não posso silenciar em homenagem ao povo brasileiro”, dispara. Nas redes sociais, o gesto foi interpretado com motivações diversas: Temer estaria tentando dar um impulso a “seu” candidato oficial, Henrique Meirelles, também empacado nas pesquisas? Estaria xingando Alckmin com o objetivo real de favorecê-lo? (Afinal, ser criticado por um presidente com aprovação de 3% pode virar um elogio.) Ou Temer e as forças “ocultas” associadas a ele no golpe estariam, diante da total ausência de um nome habilitado a derrotar a esquerda na eleição, dando uma guinada em direção à campanha de Jair Bolsonaro (PSL)?

De Temer a Alckmin: “Você diz que a educação foi um desastre. Então você sabe quem foi meu ministro da Educação: o Mendonça Filho, que é do DEM, um partido que apoia a sua candidatura? Segundo ponto, você fala mal da saúde com se fosse um desastre… no nosso governo está com o PP (Ricardo Barros), um partido que apoia a sua candidatura, teve três ministérios e continua com três ministérios”.

O presidente não para: “Você critica indevidamente a área de indústria e comércio e sabe quem foi o ministro? O Marcos Pereira, candidato a deputado federal do PRB, que apoia sua candidatura. Estava no meu governo, continua no meu governo e agora é base de apoia da sua candidatura”.

Desemprego? “Se você fala de desemprego você sabe quem conduziu o Ministério de Trabalho e outros órgãos conexos? Foi exata e precisamente o PTB, que apoia sua candidatura e está na base do meu governo. E se você vier a ganhar a eleição, essa base será sua base governamental.”

E conclui o recado a Alckmin, como quem diz “toma que o filho (este governo) é seu”: “Eu me lembro, Geraldo, quando você, candidato a governador, candidato a presidente, nas vezes que eu te apoiei, acho que você era diferente. Não atenda o que dizem seus marqueteiros, atenda apenas a verdade”.

Acesse aqui o vídeo que Temer publicou no twitter

Fonte: Rede Brasil Atual

deixe seu comentário

 
últimas notícias
5 de novembro de 2018
  Mês da Consciência Negra | Associação promove ciclo de palestras e atividades culturais em...
1 de novembro de 2018
  Indicação de Moro a ministério expõe parcialidade da Lava Jato
31 de outubro de 2018
  Entenda como ficou a gratificação de função dos bancários
31 de outubro de 2018
  Roda de Conversa: discurso de ódio sempre foi marginal e se adaptou a práticas...
29 de outubro de 2018
  Paulo Guedes anuncia que vai priorizar reforma da Previdência e privatizações
  © Copyright 2011. Todos os direitos reservados.
WebmaniaBR® - Ideias em códigos