Segundo o banco, Caixas mudam para Agentes de Negócios Caixas e começam atividades neste mês de julho.

A Comissão de Organização dos Empregados do Itaú (COE/Itaú) se reuniu com os representantes do banco Itaú Unibanco, por videoconferência, no dia 07 de julho, para discutir a transformação de Caixas em Agentes de Negócios Caixas nas agências comuns. Os procedimentos novos de atendimento começaram a ser testados no início deste mês de julho, em algumas localidades do País.

De acordo com o banco Itaú, atualmente, são 10.050 Caixas em todo o Brasil nas agências da cor laranja. Destes, 55% já tem o a Certificação Profissional Anbima Série 10 (CPA-10), exigência mínima para a alteração na função do Caixa tradicional. Esta nova função atribuída agora ao Agente de Negócios Caixa, com os ajustes devidos, já é executada pelos Agentes de Negócios PAB e pelos Agentes de Negócios Personnalité.

O movimento sindical reivindicou ao Itaú que todos os Caixas sem CPA-10 tenham oportunidades de obter a Certificação, sem nenhuma interferência de gestores ou qualquer atitude de caráter assediador. Some-se a isso, a possibilidade de o banco pagar o curso de certificação, se necessário.

A COE/Itaú já havia questionado e reiterou como ficará o programa Agir de todos os funcionários durante a pandemia, e agora com a mudança de cargo dos Caixas. Também foram levantadas preocupações sobre este período na aplicação do programa Trilhas, mecanismo de avaliação aplicado aos funcionários do banco, pois trata-se de um período extraordinário e ninguém pode ser prejudicado pelas adaptações praticadas pelos gestores.

O banco ficou de responder as reivindicações na próxima reunião, mas garantiu que os funcionários que atuam como Caixa não terão prejuízo na remuneração. “A COE está atenta e cobrará transparência em todo o processo de migração dos funcionários para a nova função”, afirmou Jair Alves, coordenador da COE/Itaú.

Demais pautas
A COE/Itaú abordou a situação dos trabalhadores que estão no teletrabalho, o chamado home office, e ainda sobre a situação dos que estão no chamado grupo de riscos. O banco garantiu que eles permanecerão nestas modalidades até o dia 02 de setembro. Próximo da data, pode haver nova discussão sobre estas adaptações decorrentes da pandemia, se não houver novas definições na Campanha Nacional 2020.

O Itaú garantiu também que está cumprindo a cláusula 29 Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), referente à complementação do salário de quem já tem a concessão do benefício da Previdência Social e o adiantamento do salário para quem ainda aguarda a perícia.

A Secretaria Jurídica do Sindicato de Curitiba e Região alerta para que, em caso de descumprimento ou de diferenças nas verbas salariais, os trabalhadores bancários entrem em contato pelo (41) 3015-0523 (falar com Ana Fideli).

Fonte: SEEB Curitiba, com informações da Contraf-CUT

Notícia colhida no sítio http://www.bancariosdecuritiba.org.br/Default/Noticia/35444/bancarios-questionam-itau-sobre-mudancas-na-funcao-dos-caixas

Escreva um comentário

Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br