O lucro do Unibanco no segundo trimestre deve seguir a linha dos dois maiores bancos privados do país e registrar crescimento expressivo, segundo estimativa da analista do Banif Primus Banco de Investimento, Catarina Pedrosa.

A analista projeta um lucro de R$ 472 milhões para o Unibanco no segundo trimestre, uma expansão de 54,7% em relação a igual período de 2004 e crescimento de 17,7% sobre os primeiros três meses deste ano.

O Bradesco lucrou R$ 1,416 bilhão no período, um avanço de 120% sobre igual época de 2004. Já o lucro do Itaú cresceu 40% na mesma comparação e atingiu R$ 1,333 bilhão.

A carteira de crédito do Unibanco deve crescer em torno de 21% entre o final de junho do ano passado e igual período deste ano e alcançar R$ 32,779 bilhões.

Segundo a analista, o Banco do Brasil também deve apresentar aumento no lucro do segundo trimestre, mas menos acentuado do que os bancos privados.

Pedrosa projeta um crescimento de 22,3% no resultado do BB em relação ao segundo trimestre de 2004, que deverá alcançar os R$ 984 milhões.

“O Banco do Brasil, apesar de também mostrar uma tendência positiva, deverá ter um crescimento menor do que os outros, já que esperamos algum aumento no nível de inadimplência dos agricultores do sul, conseqüência dos problemas com a produção na região”, avalia a analista.

O Unibanco divulga seu balanço nesta quinta-feira (11) e o Banco do Brasil, na próxima segunda-feira (15).

fonte: Folha Online

Escreva um comentário

Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br