[email protected] | (41) 3322-9885 | (41) 3324-5636

Por 11:16 Sem categoria

Semana começa com três movimentos grevistas no PR

Esta semana está sendo aberta por três movimentos grevistas no Paraná. Já nesta segunda-feira os funcionários do Hospital de Clínicas (HC) da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e os professores da rede estadual de ensino paralisarão suas atividades ainda pela manhã. Na quarta-feira, será a vez dos funcionários dos Correios cruzarem os braços. Entre as principais reivindicações das categorias estão reajuste salarial e implantação de planos de carreira.

Com a paralisação por tempo indeterminado, os funcionários do HC juntam-se hoje aos servidores federais da UFPR que estão em greve há 69 dias. Entre as reivindicações, está a criação de um plano de carreiras, que viabilizará a ascensão dos servidores que melhorarem sua formação profissional.

Além disso eles exigem o aumento do piso dos atuais R$ 701,00 para R$ 780,00 e igualdade salarial para aposentados, pensionistas e integrantes de cargos extintos.

As conseqüências com relação ao movimento serão conhecidas ao longo do dia. Será realizado um levantamento de quantos funcionários aderiram ao mpvimento e quais os setores atngidos. De manhã cedo, o movimento era normal em frente ao HC, sem a presença de manifestantes ou faixas anunciando a greve. (veja a reportagem em vídeo do Bom Dia Paraná)

A partir das 9h30 desta segunda, os professores da rede estadual de ensino celebram o “Dia de Luto e Luta” no Paraná. O movimento relembra o 30 de agosto de 1988, quando educadores do estado foram agredidos em frente ao Palácio Iguaçu durante uma manifestação grevista.

A previsão da APP-Sindicato é de 100% de adesão ao movimento. Com isso, 1.220.130 de alunos devem ficar sem aulas neste dia. O principal item da pauta de reivindicações da categoria é a criação de um plano de carreira para os funcionários.

O movimento abrirá com uma reunião na praça Santos Andrade, no Centro de Curitiba. Em seguida, a categoria fará uma caminhada até o Palácio Iguaçu, no Centro Cívico, onde devem ser recebidos pelo governador Roberto Requião. O último compromisso será na Assembléia Legislativa, onde os professores apresentarão suas reivindicações aos deputados.

Os funcionários dos Correios devem parar em todo o país a partir do dia 1º de setembro. A categoria reivindica um reajuste de 77%, vale alimentação de R$ 15,00 e um adicional em virtude de riscos oferecidos pela profissão. A empresa teria oferecido 6% de aumento e uma gratificação para quem foi contratado até 2.001, o reunião foi aceito pelos funcionários.

Fonte:TudoParaná

Por 11:16 Notícias

Semana começa com três movimentos grevistas no PR

Esta semana está sendo aberta por três movimentos grevistas no Paraná. Já nesta segunda-feira os funcionários do Hospital de Clínicas (HC) da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e os professores da rede estadual de ensino paralisarão suas atividades ainda pela manhã. Na quarta-feira, será a vez dos funcionários dos Correios cruzarem os braços. Entre as principais reivindicações das categorias estão reajuste salarial e implantação de planos de carreira.
Com a paralisação por tempo indeterminado, os funcionários do HC juntam-se hoje aos servidores federais da UFPR que estão em greve há 69 dias. Entre as reivindicações, está a criação de um plano de carreiras, que viabilizará a ascensão dos servidores que melhorarem sua formação profissional.
Além disso eles exigem o aumento do piso dos atuais R$ 701,00 para R$ 780,00 e igualdade salarial para aposentados, pensionistas e integrantes de cargos extintos.
As conseqüências com relação ao movimento serão conhecidas ao longo do dia. Será realizado um levantamento de quantos funcionários aderiram ao mpvimento e quais os setores atngidos. De manhã cedo, o movimento era normal em frente ao HC, sem a presença de manifestantes ou faixas anunciando a greve. (veja a reportagem em vídeo do Bom Dia Paraná)
A partir das 9h30 desta segunda, os professores da rede estadual de ensino celebram o “Dia de Luto e Luta” no Paraná. O movimento relembra o 30 de agosto de 1988, quando educadores do estado foram agredidos em frente ao Palácio Iguaçu durante uma manifestação grevista.
A previsão da APP-Sindicato é de 100% de adesão ao movimento. Com isso, 1.220.130 de alunos devem ficar sem aulas neste dia. O principal item da pauta de reivindicações da categoria é a criação de um plano de carreira para os funcionários.
O movimento abrirá com uma reunião na praça Santos Andrade, no Centro de Curitiba. Em seguida, a categoria fará uma caminhada até o Palácio Iguaçu, no Centro Cívico, onde devem ser recebidos pelo governador Roberto Requião. O último compromisso será na Assembléia Legislativa, onde os professores apresentarão suas reivindicações aos deputados.
Os funcionários dos Correios devem parar em todo o país a partir do dia 1º de setembro. A categoria reivindica um reajuste de 77%, vale alimentação de R$ 15,00 e um adicional em virtude de riscos oferecidos pela profissão. A empresa teria oferecido 6% de aumento e uma gratificação para quem foi contratado até 2.001, o reunião foi aceito pelos funcionários.
Fonte:TudoParaná

Close