[email protected] | (41) 3322-9885 | (41) 3324-5636

Por 09:58 Sem categoria

Prazo para entrega da declaração de isento começa nesta quinta

Começa nesta quinta-feira o prazo de entrega da declaração de isento. A entrega é obrigatória para quem recebeu menos até R$ 12.696 em todo o ano de 2004.

A declaração pode ser entregue por telefone (0300-78-0300), internet (www.receita.fazenda.gov.br), lotéricas, Correios, Banco do Brasil (só para correntistas) e Banco Popular do Brasil. Neste ano, os isentos também podem entregar a declaração nos correspondentes bancários da Caixa Econômica Federal.

O prazo final para entrega é 30 de novembro. Quem não entregar a declaração até lá pode ficar sujeito ao cancelamento do CPF.

Neste ano, a Receita Federal reduziu em duas semanas o prazo da entrega. Em 2004, o calendário de entrega foi aberto no dia 16 de agosto.

O custo do envio da declaração nos Correios será de R$ 2,40. Nas lotéricas e correspondentes bancários, o contribuinte pagará R$ 1. A entrega pela internet será gratuita.

No ano passado, o meio mais utilizado pelos contribuintes foi a lotérica, com 29,597 milhões (51,9%) do total de declarações entregues (57,077 milhões). Em segundo lugar ficou a entrega via internet, que recebeu 22,353 milhões (39,2%) de documentos.

Cancelamento

Quem ficar dois anos consecutivos sem entregar a declaração de isentos ou de ajuste (Imposto de Renda) tem o CPF suspenso. Hoje, há 15,55 milhões de documentos nessa situação.

Os dependentes e cônjuges, cujos números do CPF já foram informados pelo contribuinte no momento da declaração anual de ajuste de 2005 (ano base 2004) não precisam fazer essa declaração.

Quem teve o CPF cancelado fica impedido de abrir conta bancária, pedir crediário, tirar passaporte, participar de concurso público, receber prêmio de loteria, constituir empresa ou ainda ser parte em transações nos cartórios.

Para regularizar o CPF, basta entregar a declaração de isento –no caso dos contribuintes isentos da declaração anual de ajuste. Se perder esse prazo, é preciso procurar o Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal ou uma agência dos Correios e pagar uma taxa de R$ 4,50. A partir de janeiro, o valor sobe para R$ 5,50.

Fonte: www.folha.com.br

Por 09:58 Notícias

Prazo para entrega da declaração de isento começa nesta quinta

Começa nesta quinta-feira o prazo de entrega da declaração de isento. A entrega é obrigatória para quem recebeu menos até R$ 12.696 em todo o ano de 2004.
A declaração pode ser entregue por telefone (0300-78-0300), internet (www.receita.fazenda.gov.br), lotéricas, Correios, Banco do Brasil (só para correntistas) e Banco Popular do Brasil. Neste ano, os isentos também podem entregar a declaração nos correspondentes bancários da Caixa Econômica Federal.
O prazo final para entrega é 30 de novembro. Quem não entregar a declaração até lá pode ficar sujeito ao cancelamento do CPF.
Neste ano, a Receita Federal reduziu em duas semanas o prazo da entrega. Em 2004, o calendário de entrega foi aberto no dia 16 de agosto.
O custo do envio da declaração nos Correios será de R$ 2,40. Nas lotéricas e correspondentes bancários, o contribuinte pagará R$ 1. A entrega pela internet será gratuita.
No ano passado, o meio mais utilizado pelos contribuintes foi a lotérica, com 29,597 milhões (51,9%) do total de declarações entregues (57,077 milhões). Em segundo lugar ficou a entrega via internet, que recebeu 22,353 milhões (39,2%) de documentos.
Cancelamento
Quem ficar dois anos consecutivos sem entregar a declaração de isentos ou de ajuste (Imposto de Renda) tem o CPF suspenso. Hoje, há 15,55 milhões de documentos nessa situação.
Os dependentes e cônjuges, cujos números do CPF já foram informados pelo contribuinte no momento da declaração anual de ajuste de 2005 (ano base 2004) não precisam fazer essa declaração.
Quem teve o CPF cancelado fica impedido de abrir conta bancária, pedir crediário, tirar passaporte, participar de concurso público, receber prêmio de loteria, constituir empresa ou ainda ser parte em transações nos cartórios.
Para regularizar o CPF, basta entregar a declaração de isento –no caso dos contribuintes isentos da declaração anual de ajuste. Se perder esse prazo, é preciso procurar o Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal ou uma agência dos Correios e pagar uma taxa de R$ 4,50. A partir de janeiro, o valor sobe para R$ 5,50.
Fonte: www.folha.com.br

Close