[email protected] | (41) 3322-9885 | (41) 3324-5636

Por 00:04 Sem categoria

Saúde: bancários do Itaú pressionam por avanços

(São Paulo) O comitê de Acompanhamento do Plano de Saúde do Itaú, composto por representantes do banco e do movimento sindical realizaram hoje, 31/08, uma reunião em São Paulo, onde foram obtidos importantes avanços para os funcionários diante das demandas apresentadas por seus representantes.

Os bancários entregaram ao banco uma lista de médicos e dentistas para que sejam credenciados como sugestão feita pelos funcionários através das federações e dos sindicatos. Os representantes dos funcionários solicitaram ao banco que garantam o maior número de credenciamento o mais rápido possível.

Definiu-se pela criação de um grupo de trabalho para discutir o plano de saúde dos aposentados. Hoje há muita reclamação por conta do formato do plano que é individual e acarreta um custo muito elevado para este segmento.

Um importante avanço obtido foi em relação às gestantes. Ficou garantida, a partir de 1º/10/05, mais 9 consultas no grupo familiar sem a incidência do fator moderador, além das já previstas no acordo. Para o recém-nascido também foram acrescidas mais 9 consultas sem fator moderador.

Odonto – Quanto ao plano odontológico, ficou estabelecido que, onde não houver dentista credenciado, o bancário poderá entrar em contato com a operadora (Odontoprev ou Interodonto) para conseguir autorização ou pedir reembolso do tratamento por uma tabela diferenciada – VRCC. Sobre este tema o banco vai divulgar informativo com esclarecimentos.

Integração – Esta é uma cobrança do movimento sindical desde o início do plano e que agora irá começar a ocorrer a partir do dia 15/09 onde o plano é de auto-gestão, que hoje são os Estados de Minas Gerais, Goiás, Paraná, Bahia e Grande São Paulo. Assim, os bancários dessas localidades poderão ser atendidos nas praças acima, sem maiores burocracias. As carteirinhas começam a ser trocadas a partir de outubro.

Os representantes do movimento sindical estão cobrando a integração total do plano, não só na auto-gestão, mas em todos os outros prestadores. “Ter um plano nacional onde os bancários do Itaú possam ter um melhor atendimento onde quer que estejam é fundamental”, ressalta Wanderley Crivellari, coordenador da COE Itaú.

Reembolso – O reembolso das consultas a partir de agora passa a ser feito em 15 dias e não mais em 30 como antes.

Ampliação – Os bancários cobraram ainda o aumento do número de sessões de psicoterapia e psicologia. O banco afirmou que isto já é possível mediante a análise de cada caso. Será agendado com o banco um debate sobre saúde ocupacional, quando este tema voltará a ser discutido.

“O movimento sindical tem apresentado demandas para serem solucionadas pelo banco em relação ao plano de saúde e esperamos que o Itaú apresente soluções para todas elas, pois envolvem a saúde dos funcionários e seus dependentes”, afirma Carlos Cordeiro, Secretário-geral da CNB/CUT.

A próxima reunião ordinária do Comitê de Acompanhamento do Plano de Saúde será dia 25/10.

Meire Bicudo – CNB/CUT

Por 00:04 Notícias

Saúde: bancários do Itaú pressionam por avanços

(São Paulo) O comitê de Acompanhamento do Plano de Saúde do Itaú, composto por representantes do banco e do movimento sindical realizaram hoje, 31/08, uma reunião em São Paulo, onde foram obtidos importantes avanços para os funcionários diante das demandas apresentadas por seus representantes.
Os bancários entregaram ao banco uma lista de médicos e dentistas para que sejam credenciados como sugestão feita pelos funcionários através das federações e dos sindicatos. Os representantes dos funcionários solicitaram ao banco que garantam o maior número de credenciamento o mais rápido possível.
Definiu-se pela criação de um grupo de trabalho para discutir o plano de saúde dos aposentados. Hoje há muita reclamação por conta do formato do plano que é individual e acarreta um custo muito elevado para este segmento.
Um importante avanço obtido foi em relação às gestantes. Ficou garantida, a partir de 1º/10/05, mais 9 consultas no grupo familiar sem a incidência do fator moderador, além das já previstas no acordo. Para o recém-nascido também foram acrescidas mais 9 consultas sem fator moderador.
Odonto – Quanto ao plano odontológico, ficou estabelecido que, onde não houver dentista credenciado, o bancário poderá entrar em contato com a operadora (Odontoprev ou Interodonto) para conseguir autorização ou pedir reembolso do tratamento por uma tabela diferenciada – VRCC. Sobre este tema o banco vai divulgar informativo com esclarecimentos.
Integração – Esta é uma cobrança do movimento sindical desde o início do plano e que agora irá começar a ocorrer a partir do dia 15/09 onde o plano é de auto-gestão, que hoje são os Estados de Minas Gerais, Goiás, Paraná, Bahia e Grande São Paulo. Assim, os bancários dessas localidades poderão ser atendidos nas praças acima, sem maiores burocracias. As carteirinhas começam a ser trocadas a partir de outubro.
Os representantes do movimento sindical estão cobrando a integração total do plano, não só na auto-gestão, mas em todos os outros prestadores. “Ter um plano nacional onde os bancários do Itaú possam ter um melhor atendimento onde quer que estejam é fundamental”, ressalta Wanderley Crivellari, coordenador da COE Itaú.
Reembolso – O reembolso das consultas a partir de agora passa a ser feito em 15 dias e não mais em 30 como antes.
Ampliação – Os bancários cobraram ainda o aumento do número de sessões de psicoterapia e psicologia. O banco afirmou que isto já é possível mediante a análise de cada caso. Será agendado com o banco um debate sobre saúde ocupacional, quando este tema voltará a ser discutido.
“O movimento sindical tem apresentado demandas para serem solucionadas pelo banco em relação ao plano de saúde e esperamos que o Itaú apresente soluções para todas elas, pois envolvem a saúde dos funcionários e seus dependentes”, afirma Carlos Cordeiro, Secretário-geral da CNB/CUT.
A próxima reunião ordinária do Comitê de Acompanhamento do Plano de Saúde será dia 25/10.
Meire Bicudo – CNB/CUT

Close