[email protected] | (41) 3322-9885 | (41) 3324-5636

Por 19:05 Sem categoria

Confira a cobertura sobre os acontecimentos da 11ª conferência das trabalhadoras e dos trabalhadores bancários paranaenses

Unidos, mudamos a realidade!

Logo nas primeiras horas da manhã, quando ainda estavam se reunindo, já era possível sentir a excitação no ambiente. Este clima foi sentido durante toda a 11ª Conferência Estadual dos Trabalhadores Bancários do Paraná. Às nove horas da manhã os trabalhos se iniciaram, com representantes de todas as dez bases sindicais da FETEC-CUT-PR, além de representantes da FENAE, CONTRAF-CUT e CUT-PR.

Após a abertura, a conferência seguiu com a leitura do regimento interno, com a apresentação de duas propostas para alterar a programação. A primeira propunha que o evento fosse feito em um único dia, no sábado. A segunda, que veio ao encontro da primeira, propôs a reunião das mesas de Previdência Complementar, Saúde e Condições de Trabalho e Segurança Bancária que juntas possuíam um número de tópicos próximo ao de Emprego e Remuneração, justificando a reunião.

Aprovado o regimento interno o economista do DIEESE/PR, Fabiano Camargo, apresentou o contexto econômico que fundamentará a campanha salarial de 2009. O tema principal foi a crise e sobre como os bancos receberam a ajuda do governo através da redução dos depósitos compulsórios, mas não repassaram essa ajuda para a população em forma de crédito, principal reflexo da crise atualmente. Fabiano lembrou que a crise é resultado das ações dos bancos e que por causa dos próprios bancos ela continuará se arrastando.

O evento seguiu com a fala de Roni Anderson Barbosa, Presidente da CUT-PR e dirigente sindical do Sindicato dos Petroleiros do Paraná, o Sindpetro, sobre o contexto sócio-econômico. Roni abordou a trajetória dos anos de governo FHC e a mudança de rumos com a eleição do Presidente Luís Inácio Lula da Silva. Ainda que existam muitos pontos criticáveis, o fortalecimento da economia interna do Brasil e a independência do FMI foram duas conquistas extremamente significativas.

Na parte da tarde, os dois grupos se reuniram e propostas complementares à minuta foram apresentadas. Durante a semana, várias matérias abordando os temas debatidos na Conferência Nacional serão produzidas pela FETEC-CUT-PR. Não deixe de conferir.

Luiz Gustavo Vilela – Jornalista
FETEC-CUT-PR

===============================================

Continua a luta por um novo ganho real para as trabalhadoras e os trabalhadores bancários paranaenses

Os trabalhadores bancários do Paraná, reunidos no último sábado, dia 04 de julho, na Associação Banestado em Pontal do Paraná (na Praia de Leste), confirmaram a consulta realizada na base de Curitiba e região e irão encaminhar para a Conferência Nacional a reivindicação de 5% de ganho real mais a reposição de inflação.

Reunidos neste sábado, dia 4 de julho, na 11ª Conferência Estadual dos Bancários, os delegados que representam os trabalhadores de todo o Paraná definiram que irão encaminhar para a 11º Conferência Nacional, a ser realizada em São Paulo, entre 17 e 19 de julho, a reivindicação de 5% de ganho real somados a reposição da inflação (estimada pelo Dieese em 4,5%).

O índice vai ao encontro da maioria (35,44%) dos bancários de Curitiba e região consultados que apontaram a expectativa de um reajuste entre 8,01 e 10%. O índice só valerá nacionalmente após ser referendado pelos delegados que estarão presentes na Conferência Nacional.

A cobertura completa da Conferência Estadual dos Bancários, com informações sobre as apresentações de conjuntura econômica e política, assim como a síntese dos principais debates, estará disponível nesta Página da Internet no decorrer da semana.

NOTÍCIA COLHIDA NO SÍTIO www.bancariosdecuritiba.org.br.

Close