[email protected] | (41) 3322-9885 | (41) 3324-5636

Por 23:44 Sem categoria

Servidor do INSS é o novo ministro da Previdência Social

Carlos Eduardo Gabas, previdenciário desde 1986, era secretário-executivo do MPS
31/03/2010 – 10:23:00

Da Redação (Brasília) – Pela primeira vez em 87 anos de história da Previdência Social brasileira, um servidor de carreira assume o cargo de ministro da pasta. Carlos Eduardo Gabas, que até essa terça-feira (30) exercia a função de secretário-executivo do MPS, ingressou em 1986 na carreira previdenciária por meio de concurso público.

Gabas é pós-graduado em Gestão de Sistemas de Seguridade Social pela Universidade Federal de Madri Alcalá de Henares (Espanha). Tem formação em Ciências Contábeis pela Faculdade Católica Salesiana de Araçatuba (SP), cidade onde nasceu, em 1965, e atuou como bancário e professor. É casado há 24 anos com Polyana Mitidiero Silva Gabas – também servidora do INSS – com quem tem duas filhas: Amanda, 19 anos, e Gabriela, 14 anos.

Ingressou no Serviço Público Federal por meio de concurso, realizado em março de 1985, no cargo de Agente Administrativo do extinto IAPAS que, junto com o INPS, deu origem ao atual INSS. Desde o início, contribuiu para a organização sindical da categoria previdenciária.

Cursou especialização em Gestão de Qualidade, com foco no Atendimento do Serviço Público, na ENAP e FGV. Foi consultor e avaliador do Programa de Qualidade do Governo Federal em 2001 e 2002, quando assumiu a Coordenação de Qualidade do projeto “Novo Modelo de Gestão do INSS”.

Em janeiro de 2003, a convite do então Ministro da Previdência Social, Ricardo Berzoini, tornou-se Superintendente Estadual do INSS em São Paulo. Em 2005, foi nomeado para a Secretaria-Executiva do Ministério da Previdência Social, cargo que ocupou até o dia 30 de março de 2010.

Durante esse período, participou da elaboração de vários projetos que viraram importantes leis, entre as quais o Nexo Técnico Epidemiológico – NTEP (sobre a inversão do ônus da prova em casos de acidentes de trabalho e doenças profissionais) e a criação da Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc).

Teve participação efetiva em negociações de acordos internacionais de Previdência Social – notadamente com o Japão e os Estados Unidos, que garantem proteção às cidadãs e cidadãos brasileiros que residem no exterior. Como presidente da Organização Iberoamericana de Seguridade Social – OISS, representou o Brasil em vários eventos.

Em setembro de 2009, presidiu a “Reunião Tripartite de Especialistas sobre Estratégias para a Extensão da Cobertura da Seguridade Social”, que reuniu representantes de governos, trabalhadores e empregadores de todos os continentes, na sede da Organização Internacional do Trabalho – OIT (Genebra-Suíca).

No processo de reeleição do Presidente Lula, coordenou o Grupo de Trabalho responsável pela elaboração do Programa de Governo do Partido dos Trabalhadores, na área de Previdência Social.

Informações para a Imprensa
(61) 2021-5113
ACS/MPS

================================================

Gabas diz que não permitirá retrocesso na Previdência Social

Ministro toma posse e se emociona ao lembrar sua trajetória de luta em favor da instituição
31/03/2010 – 16:28:00

Da Redação (Brasília) – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva empossou, na manhã desta quarta-feira, Carlos Eduardo Gabas como Ministro da Previdência Social, em cerimônia, na qual também tomaram posse os demais nove ministros, no Palácio do Itamaraty. Em seguida, no auditório do Ministério, durante a transmissão de cargo, o ministro afirmou que a população brasileira não aceitará um modelo diferente da atual Previdência Social.

“A nossa sociedade não permitirá um retrocesso e, tampouco, irá se submeter novamente às condições subumanas que marcaram a Previdência por longos anos”, reforçou. Gabas lembrou, emocionado, a luta para manter o atual modelo de previdência pública. “Passei grande parte da minha vida defendendo este ideal e lutando contra a privatização”, ressaltou.

Carlos Eduardo Gabas disse que a Previdência Social brasileira atualmente serve de exemplo, inclusive, a outros países. “Este sucesso se deve ao esforço de todos os servidores”, destacou. Ele explicou que o seu trabalho à frente do ministério será o de dar continuidade às ações que estavam em execução na gestão de seu antecessor, José Pimentel. “A Previdência Social é quem mais redistribui renda neste país”, observou.

O ex-ministro José Pimentel disse que a Previdência Social alcançou um estágio admirável de organização e profissionalismo, que se deve aos servidores da Casa. Ele lembrou que é de fundamental importância investir na formação e capacitação do funcionalismo público. “Todos estes investimentos refletem lá na ponta, no atendimento a cada cidadão nas Agências da Previdência Social”, explicou. O ex-ministro disse estar convicto de que o projeto de crescimento econômico, com distribuição de renda e cobertura previdenciária, terá continuidade na gestão do novo ministro.

A solenidade de transmissão de cargo contou com a participação de outros quatro ex-ministros da Previdência Social: Luiz Marinho, atual prefeito de São Bernardo do Campo (SP); Nelson Machado, atual secretário-executivo do Ministério da Fazenda; Romero Jucá, senador; e Ricardo Berzoini, deputado federal. Todos recordaram a trajetória para a recuperação da Previdência Social desde o início do Governo Lula, em 2003.

Carlos Eduardo Gabas, que até ontem (30) era o secretário-executivo do MPS, é primeiro servidor de carreira do INSS a assumir o cargo de ministro da Previdência Social. A cerimônia contou com a participação de autoridades, familiares e amigos do ministro, como o cantor e compositor Orlando Morais e sua mulher, a atriz Glória Pires.

Informações para a Imprensa
Mauren Rojahn e Izabel Bacelar
(61) 2021.5113
ACS/MPS

NOTÍCIAS COLHIDAS NO SÍTIO www.previdenciasocial.gov.br.

Close