[email protected] | (41) 3322-9885 | (41) 3324-5636

Por 23:04 Sem categoria

Marcha dos Catarinenses, na luta por políticas públicas que atendam as demandas dos trabalhadores

Todos os anos, a CUT e as centrais sindicais realizam em Brasília a Marcha da Classe Trabalhadora, em defesa da manutenção e ampliação de direitos, da geração de emprego e distribuição de renda. A exemplo da manifestação nacional, a CUT-SC realiza neste ano, no dia 28 de abril, a Marcha dos Catarinenses.

O objetivo é pautar nossas reivindicações, cobrando compromissos do Governo Estadual e dos gestores públicos municipais em relação às políticas públicas que atendam as demandas da classe trabalhadora. Com este propósito, estamos organizando e mobilizando a Marcha junto às demais centrais sindicais e movimentos sociais, focando os eixos: saúde; redução da jornada para 40 horas; piso nacional dos trabalhadores da educação; piso estadual de salários; reforma agrária e política agrícola; pela valorização dos serviços e servidores públicos; contra a criminalização dos movimentos sociais e contra a corrupção.

Devemos lembrar também, que além dos inúmeros desafios específicos e próprios do movimento sindical, como a campanha nacional pela redução da jornada de trabalho para 40 horas e as inúmeras eleições sindicais, teremos as eleições gerais. Ou seja, é mais um ano de disputa de projetos de sociedade, disputa de concepções de desenvolvimento e de Estado.

A concentração na capital será no dia 28 de abril, com inicio às 13 horas, na Praça Tancredo Neves, com termino previsto para às 16 horas em frente a Assembléia Legislativa de Santa Catarina – ALESC e Tribunal de Justiça. Companheiros (as), vamos mobilizar e colocar nas ruas da capital o maior número possível de trabalhadores (as) e dar o recado que não admitimos desrespeito e retirada de direitos. Pelo contrário, queremos avançar, conquistando mais direitos.

Por Neudi Giachinni, presidente da CUT-SC.

==================================

CUT-SC nas ruas neste 28 de abril

Marcha dos Catarinenses reúne centrais e movimentos sociais pela reforma agrária, redução da jornada e valorização dos serviços e servidores públicos

Nesta quarta-feira, 28 de abril, a CUT-SC, centrais e movimentos sociais do Estado realizarão a Marcha dos Catarinenses, com inicio às 13 horas, na Praça Tancredo Neves, e termino às 16 horas em frente à Assembléia Legislativa de Santa Catarina (ALESC) e ao Tribunal de Justiça .

A manifestação fortalece as reivindicações mais gerais da classe trabalhadora brasileira no âmbito regional, cobrando os compromissos do governo estadual e dos gestores públicos municipais em relação às políticas públicas fundamentais para a aceleração do desenvolvimento, com valorização do trabalho e geração de renda.

Entre outros pontos, a Marcha reivindicará investimentos de fato em políticas educacionais, de saúde, de segurança pública, de moradia, de fortalecimento da agricultura familiar; em políticas de geração de empregos e renda e numa política que garanta as condições dignas de trabalho aos servidores públicos de todas as esferas de governo.

Conforme a CUT-SC, neste ano 2010, além dos inúmeros desafios específicos e próprios do movimento sindical, como a campanha nacional pela redução da jornada de trabalho para 40 horas sem redução de salário, e as inúmeras eleições sindicais, teremos as eleições gerais, com acirrada disputa de projetos de sociedade, de concepções de desenvolvimento e de Estado.

“O objetivo do evento é colocar nas ruas da capital o maior número possível de trabalhadores e trabalhadoras e dar o recado que não admitimos desrespeito e retirada de direitos. Pelo contrário, queremos avançar, conquistando mais direitos”, sublinhou Neudi Giachinni, presidente da CUT-SC.

ARTIGO E NOTÍCIA COLHIDOS NO SÍTIO www.cut.org.br.

Close