[email protected] | (41) 3322-9885 | (41) 3324-5636

Por 09:22 Sem categoria

Superando recordes, FGTS mantém crescimento em 2010

A estabilidade econômica do Brasil levou à geração de empregos formais, com o consequente aumento na arrecadação do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que chegou a R$ 61,7 bilhões no final de 2010.

Embora os saques também tenham aumentado, atingindo mais de R$ 49,9 bilhões, a arrecadação líquida – diferença de valores entre a arrecadação bruta e os saques efetuados – quase dobrou em relação a 2009, chegando à cifra de R$ 11,9 bilhões.

O FGTS continua trabalhando para o desenvolvimento do país, investindo recursos em Saneamento, Infraestrutura e Habitação.

Ao injetar recursos em grandes obras, novos empregos são criados e mais empresas e pessoas passam a recolher o FGTS. Os saques efetuados pelo trabalhador também entram na economia do país, reforçando um círculo virtuoso que gira em prol da melhoria de qualidade de vida dos brasileiros.

Gestão dos recursos – Saques

Comparado a 2009, o FGTS arrecadou 13% a mais no ano passado. Esse crescimento superou os saques efetuados por trabalhadores em suas contas vinculadas, tendo por consequência maior Arrecadação Líquida, mesmo com aumento em 4,4% nos saques.

Foram 31 milhões de operações de saque em 2010, no montante de R$ 49,9 bilhões. Demissão Sem Justa Causa foi novamente responsável pela maior parcela de valores, totalizando R$ 30,9 bilhões. Todavia, essa modalidade de saque apresentou declínio, pois R$ 47,8 bilhões foram sacados em 2009.

Entre as outras modalidades previstas pelo Fundo, Saques de Aposentadoria somaram R$ 6,7 bilhões e Moradia R$ 7 bilhões. As restantes, tais como, Doença e Inatividade de Conta, representaram, juntas, outros R$ 5,3 bilhões.

Investindo no desenvolvimento do Brasil

As contratações efetuadas junto ao FGTS em 2010 direcionaram recursos para todas as regiões do país. Importantes obras de infraestrutura, financiamentos habitacionais e saneamento ambiental receberam mais de R$ 36,7 bilhões.

Os programas que destinam recursos para as áreas de Habitação Popular levaram melhorias para 3,9 milhões de pessoas, com financiamento total de R$ 27,8 bilhões, para aquisição, construção, reforma de imóveis e urbanização de áreas ocupadas.

Além das linhas de financiamentos existentes no FGTS, os recursos do Fundo também foram utilizados no Programa Minha Casa, Minha Vida – PMCMV. O FGTS é a principal fonte de recursos do programa e, em 2010, destinou R$ 3,9 bilhões às famílias com renda de até cinco salários mínimos, na forma de descontos em financiamentos habitacionais.

Em 2010 foram concedidos, ainda, cerca de R$ 1,3 bilhão em descontos aos programas Carta de Crédito.

No total, mais de 355 mil unidades financiadas receberam subsídios, das quais, cerca de 245 mil dentro do Programa Minha Casa, Minha Vida.

No setor de Infraestrutura Urbana, as 39 contratações efetivadas melhoraram a vida de 33,6 milhões de pessoas, num total investido de R$ 4,9 bilhões.

Já as obras voltadas para Saneamento Ambiental levaram qualidade de vida a 19 milhões de pessoas. Foram 90 contratações para obras em Sistemas de Abastecimento e Manejo de Água e Sistemas de Tratamento de Esgoto, num investimento de R$ 4 bilhões.

O Fundo de Garantia intensificou a aplicação de recursos nos programas de Habitação Popular, Saneamento Ambiental e Infraestrutura Urbana em 2010. Tendo em vista o recorde em arrecadação, a estabilidade do FGTS continuará garantindo mais oportunidades de financiamento e melhoria na qualidade de vida dos brasileiros.

==========================

20/12/2010 15:00
Conselho Curador aprova R$ 4,3 bilhões para o FI-FGTS

O Conselho Curador do FGTS aprovou, no último dia 14 de dezembro, a integralização da 5ª parcela de recursos para o Fundo de Investimento FI-FGTS, no valor de R$ 4,3 bilhões, como parte da meta de investimentos a serem executados entre 2011 e 2014.

Esse montante adicional complementa os R$ 20 bilhões referentes às quatro parcelas anteriores. No total, o FI já investiu R$ 16,7 bilhões em infraestrutura, desde sua primeira operação realizada em 2008.

O Fundo de Investimento do FGTS – FI-FGTS – foi criado em 2007 com o objetivo de ampliar as áreas de aplicações dos recursos do Fundo.

Disciplinado pela Comissão de Valores Mobiliários – CVM e administrado e gerido pela Caixa Econômica Federal, o FI investe nos setores de energia, ferrovia, rodovia, hidrovia, porto e saneamento.

Existem várias propostas em processo de aprovação pelo Comitê de Investimento do FI-FGTS, que, juntas, correspondem a mais de R$ 6,3 bilhões.

Os recursos investidos por meio do FI-FGTS impulsionam a economia do país e ainda geram benefícios diretos para os cidadãos, como empregos, energia, meio de transporte e infraestrutura.

NOTÍCIAS COLHIDAS NO SÍTIO www.fgts.gov.br.

Close