[email protected] | (41) 3322-9885 | (41) 3324-5636

Por 10:28 Sem categoria

Santander é heptacampeão do ranking de reclamações de clientes no BC

O Santander liderou em agosto pelo sétimo mês consecutivo o ranking de reclamações de clientes no Banco Central (BC) entre as instituições financeiras com mais de 1 milhão de clientes. O levantamento foi divulgado nesta segunda-feira (16), em Brasília. O BC considerou que 2.195 reclamações feitas contra os bancos de grande porte no mês passado foram procedentes.

O título de heptacampeão mensal de queixas de clientes no BC não surpreende os bancários. “O banco espanhol liderou o corte de empregos no primeiro semestre de 2013 e continua demitindo”, afirma o funcionário do Santander e secretário de imprensa da Contraf-CUT, Ademir Wiederkehr. O banco extinguiu 2.290 postos de trabalho entre janeiro e junho deste ano e 3.216 entre os meses de junho de 2012 e 2013, conforme dados do balanço.

“Para largar essa posição incômoda para qualquer banco, o Santander deveria, ao invés de gastar fortunas em marketing e patrocínio de futebol e fórmula 1, parar de demitir funcionários, contratar mais trabalhadores, melhorar as condições de trabalho e oferecer atendimento de qualidade aos clientes”, propõe o dirigente sindical.

Em agosto, o Santander registrou um índice de 1,81, número que considera as reclamações procedentes divididas pela quantidade de clientes multiplicada por 100 mil.

O HSBC (1,28) ficou vice-campeão, seguido do Banco do Brasil (1,18), Itaú (1,1) e Caixa Econômica Federal (0,8). Em julho, atrás do Santander, estavam Itaú (1,29), Banco do Brasil (1,21), HSBC (1,00) e Banrisul (0,82).

As reclamações mais comuns contra as instituições que chegaram ao BC foram débitos não autorizados (358), prestação do serviço conta salário de forma irregular (249), esclarecimentos incompletos ou incorretos a respeito da circular 3.289, que trata justamente do Sistema de Registro de Denúncias, Reclamações e Pedidos de Informações (207), e cobrança irregular de tarifas por serviços não contratados (202).

Os números se referem apenas ao descumprimento de normas do Conselho Monetário Nacional (CMN) ou do BC.

No ranking de instituições com menos de 1 milhão de clientes, as primeiras posições ficaram com Bonsucesso, BMG, J. Malucelli, BNP Paribas e Banco Daycoval. Entre as administradoras de consórcio, lideram o ranking Sponchiado, Saga, Fiat, Caixa Consórcios e HSBC Brasil.

Fonte: Contraf-CUT com Estadão

Close