[email protected] | (41) 3322-9885 | (41) 3324-5636

Por 21:43 Sem categoria

Definidas as reivindicações dos bancários paranaenses para a Campanha Salarial 2018

Foram definidas as reivindicações da categoria bancária paranaense para a Campanha Salarial 2018. As propostas foram elaboradas durante a Conferência Estadual realizada nos dias 28 e 29 de Abril. O próximo passo será apresentá-las à Conferência Nacional que ocorre no início de junho.

Cerca de 250 delegados e dirigentes sindicais dividiram-se em comissões por banco para a definição das cláusulas. O tema Saúde apareceu em destaque em todas elas. Entre as propostas gerais estão a complementação salarial ao auxílio doença e acidentário pago pelo INSS e a exclusão do item que discorre sobre a interrupção destes auxílios mediante perícia médica da instituição bancária.

No Banco do Brasil reivindicam-se alterações na CGPAR, que recentemente diminuiu a participação dos bancos no custeio dos planos de saúde dos empregados. Na Caixa Econômica Federal, além da saúde, reclama-se a contratação de mais empregados para diminuir a sobrecarga de trabalho dos atuais.

Nos bancos privados Itaú, Santander e Bradesco, os temas: melhores condições de trabalho e garantia de emprego destacam-se na pauta junto com saúde. Os empregados do Itaú ainda reivindicam previdência privada para todos. Já no Santander destaca-se a realização das homologações nos sindicatos, frente à nova Lei Trabalhista que desobriga tal prática, e a proibição da demissão em massa sem negociação prévia com as entidades sindicais.

“Temos consciência do cenário em que estamos inseridos. Vamos brigar até o último instante para permanecer com a nossa Convenção Coletiva e os nossos aditivos, e avançar ainda mais”, disse Denner Halama, diretor do Sindicato dos Bancários de Curitiba e Região, enfatizando o enfrentamento a ser realizado com base na Reforma Trabalhista, que afeta diretamente 43 cláusulas da CCT dos Bancários.

Na manhã de domingo (29), foi destinado um espaço na programação para a inclusão de propostas finais na minuta. Aí, abordou-se a defesa do Sistema Único de Saúde (SUS) e a entrega do Ticket Refeição aos bancários que trabalham em locais que possuam refeitórios, como no Banco CNH localizado em uma fábrica.

ELEIÇÕES

As eleições de 2018 permaneceram entre as explanações finais da Conferência.  “Se nós não aproveitarmos as eleições de 2018 o que discutimos aqui na Conferência não valerá para nada. Os trabalhadores serão massacrados porque a Reforma Trabalhista tirou todos os direitos conquistados nestes 100 anos”, afirmou o ex-dirigente sindical Sérgio Athaíde.

O assunto encontra-se descrito na proposta da Coordenação Nacional que foi apresentada no evento. O item ressalta o poder do voto dos bancários dado aos candidatos comprometidos com a pauta da categoria e os projetos da classe trabalhadora.

“As eleições são decisivas na vida do trabalhador, pois há candidatos que defendem as privatizações dos bancos públicos e a retirada dos direitos previdenciários, por exemplo. Temos que estar muito atentos a isso e realizar uma Campanha Salarial forte e engajada com candidatos comprometidos com os bancários”, disse Juvandia Moreira Leite, Presidente da Contraf.

“A conferência foi um bom espaço para formação. Entender os bastidores do Golpe que retira direitos dos trabalhadores é fundamental no processo eleitoral e quem está verdadeiramente do lado dos trabalhadores”, finaliza Junior Cesar Dias, Presidente da FETEC-PR

A Conferência Estadual dos Bancários do Paraná foi realizada no Espaço Cultural do SEEB Curitiba.

 

Fonte: FETEC-PR

Close