[email protected] | (41) 3322-9885 | (41) 3324-5636

Por 13:29 Banco do Brasil

Sindicato de Umuarama fala sobre a “Reestruturação” do BB em sessão da Câmara Municipal

Nesta segunda, 12/04, o Sindicato dos Bancários de Umuarama, Assis Chateaubriand e Região ocupou a tribuna da Câmara Municipal para falar sobre o processo de “Reestruturação” do Banco do Brasil. O Sindicato utilizou o expediente da Tribuna Livre, previsto no Regimento Interno do Legislativo de Umuarama.

Na ocasião, o Sindicato defendeu a aprovação de uma Moção de Apelo para que o Banco do Brasil reveja o processo de reestruturação divulgado pelo banco em 11/01 deste ano. Entre outras medidas, o banco anunciou o fechamento de agências, transformação de agências em postos de atendimento, demissão de mais de 5 mil funcionários e funcionárias e, a pior de todos, o rebaixamento salarial de todos os ocupantes da função de Caixa.

A Moção de Apelo, assinada por todos os vereadores da Casa e já lida durante a sessão desta segunda, foi redigida com apoio do Sindicato e será votada no dia 19/04. Em seu texto, a Moção reivindica:

– a realização urgente de concurso público, a fim de repor os funcionários desligados;

– o cancelamento do fechamento de agências e a revisão dos critérios que determinaram a transformação de agências em postos de atendimento;

– a revogação da medida que determinou o injusto e ilegal rebaixamento salarial de centenas de funcionários e funcionárias do banco;

– a abertura de negociações com os representantes dos sindicatos, pelo menos em relação às medidas que afetam o cotidiano dos bancários e bancários do Banco do Brasil;

– o debate transparente, no Congresso e com toda sociedade, sobre o projeto do governo e da direção do banco para o futuro do Banco do Brasil.

O Sindicato foi representado por Edilson José Gabriel, diretor de Imprensa e Comunicação da entidade. Durante sua fala, Edilson destacou o papel do Banco do Brasil na economia brasileira, principalmente no financiamento da agricultura e, particularmente, da agricultura familiar.

Fonte: Pactu

Close