[email protected] | (41) 3322-9885 | (41) 3324-5636

Por 11:52 Sem categoria

STF considera Moro parcial e tendencioso contra Lula

Fotos: Lula Marques e Ricardo Stuckert

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) confirmou ontem (22) que o ex-juiz e ex-ministro da justiça do atual governo Sergio Moro foi parcial e tendencioso no julgamento das denúncias apresentadas contra o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva sobre o Triplex do Guarujá, da Operação Lava Jato. A suspeição impacta na nulidade de todo o processo, desde a coleta de provas até a decisão final.

A decisão do então juiz deixou Lula preso por longos 580 dias presos em Curitiba e culminou com a impossibilidade de concorrer às eleições de 2018. Bolsonaro venceu e Moro foi nomeado para ser o titular do Ministério da Justiça, cargo que ocupou por quase um ano e meio.

Durante a votação, os ministros Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes lembraram ainda da arbitrariedade da decisão de conduzir coercitivamente Lula. “Nem animais para matadouro são levados como foi levado um ex-presidente da República”, acusou  Lewandowski.

Para o presidente da Federação dos Trabalhadores em Empresas de Crédito do Paraná, Deonísio Schmidt, a decisão do STF mostra que a justiça está sendo feita. “A decisão mostra que ainda é possível confiar na justiça. Os prejuízos causados pela parcialidade do ex-juiz, combinado com as ações do (des) governo que serviu, milhões de desempregados, economia parada, país voltando ao mapa da fome, entrega do pré-sal, da amazônia, estão sendo pagos pelo povo brasileiro. O país precisa retomar sua posição de respeito, valorizar seu potencial geográfico, cultural e político que conquistou”, comenta.

Texto: Flávio Augusto Laginski, com informações da Revista Fórum

Fonte: Fetec

Close