[email protected] | (41) 3322-9885 | (41) 3324-5636

Por 12:18 Banco do Brasil

Liminar proíbe BB de convocar funcionários do grupo de risco para trabalho presencial

Os funcionários e funcionárias do Banco do Brasil conseguiram uma importante vitória na Justiça do Trabalho. Uma liminar agora proíbe o BB de convocar trabalhadores e trabalhadoras que estão inseridos no chamado “grupo de risco” para retornar ao trabalho presencial. Além disso, foi determinado ao banco a exigência da vacinação contra Covid-19 de todos os profissionais que trabalham presencialmente.

A ação, proposta pela Federação dos Trabalhadores em Empresas de Crédito do Paraná (FETEC-CUT-PR), é válida para toda a base dos sindicatos que compõe a federação, que são Curitiba, Apucarana, Arapoti, Campo Mourão, Cornélio Procópio, Guarapuava, Londrina, Paranavaí, Toledo e Umuarama.

Caso o BB descumpra a decisão, o banco terá que pagar uma multa diária de R$ 5 mil para cada empregado. Para o secretário de formação da Fetec e representante do Paraná nas negociações do BB, Pablo Diaz, a notícia é muito positiva. “Esse mandado de segurança garante a permanência deste grupo no teletrabalho. É uma grande vitória do jurídico e dos trabalhadores. Podemos considerar como um presente de Natal” afirma.

O secretário da Fetec diz também que o BB se valeu de uma medida sórdida para tentar executar esta medida. “O Banco do Brasil tentou usar manobras jurídicas e práticas antissindicais para obrigar os trabalhadores em grupo de risco ao retorno ao trabalho presencial, mesmo sem ter estrutura adequada para isso, agendando e suspendendo reuniões, para justificar perante a justiça que as negociações continuavam e evitar as liminares judiciais. Felizmente, a intenção do BB não deu certo”, salienta.

Caso o BB insista em convocar os profissionais do grupo de risco, procure o sindicato da sua base para que as devidas providências possam ser tomadas.

Texto: Flávio Augusto Laginski

Fonte: Fetec

Close