[email protected] | (41) 3322-9885 | (41) 3324-5636

Por 11:31 Notícias

Lula ultrapassa Bolsonaro em popularidade nas redes sociais

À frente em todas as pesquisas de intenção de votos, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva também superou Jair Bolsonaro em termos de presença nas redes sociais. De acordo com levantamento da agência de inteligência em dados .MAP, Lula alcançou 15% de protagonismo digital desde janeiro. Nesse período, Bolsonaro ficou com 11% das menções, o que demonstra enfraquecimento do ex-capitão num dos seus “redutos” mais privilegiados. O jornal Folha de S.Paulo divulgou os resultados da pesquisa nesta quinta-feira (10).

Logo atrás de Bolsonaro aparece o ex-juiz Sergio Moro (Podemos), que despencou de 11% para 2% nesse período. João Doria (PSDB) recuou de 2% para menos de 1%. E Ciro Gomes (PDT) ficou com 0,53%. Para chegar a esses resultados, a .MAP avaliou diariamente uma amostra de 1,4 milhão de posts no Twitter e perfis abertos no Facebook.

Além disso, Lula também ultrapassou Bolsonaro no Índice de Popularidade Digital (IDP), medido pela consultoria Quaest. Nesse índice, o líder petista assumiu a dianteira desde a sua última viagem à Europa, em novembro passado. Na ocasião, Lula discursou no Parlamento Europeu e se encontrou com algumas das principais lideranças do continente.

Contrastes

Quando, por exemplo, foi recebido com protocolo de Chefe de Estado pelo presidente da França, Emmanuel Macron, no Palácio do Eliseu, a postagem no Twitter sobre o encontro recebeu mais de 65 mil curtidas, mais de 7 mil retweets e cerca de 5,2 mil comentários.

Por outro lado, Bolsonaro, que liderou o IDP durante quase todo o ano de 2021, viu a sua popularidade virtual despencar durante suas férias de fim de ano. Naquele momento, as chuvas na Bahia tinham deixado ao menos 24 mortos e 136 cidades em emergência. Enquanto o país se emocionava com a tragédia, Bolsonaro dirigia um carro “tunado” numa apresentação de uma famosa marca de brinquedos no parque Beto Carreiro World, em Santa Catarina.

Foto: Ricardo Stuckert

Fonte: RBA

Close