[email protected] | (41) 3322-9885 | (41) 3324-5636

Por 11:55 Cidadania, Recentes

Jovens podem tirar título de eleitor de casa, pelo site do TSE

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vem facilitando a vida dos jovens que querem exercer a sua cidadania junto à justiça eleitoral e tirar o título de eleitor. Além de prorrogar a suspensão de multas para quem não votou em 2020, é possível regularizar e obter o documento de forma totalmente online, sem burocracias, sem filas, sem aglomeração.

Neste ano, a Justiça Eleitoral promoveu campanha para incentivar os jovens de 15 a 18 anos a tirar o título de eleitor, como forma de tentar aumentar o nível de participação de adolescentes no processo eleitoral, que é o menor em três décadas. O prazo para tirar ou regularizar o título de eleitor vai até dia 4 de maio.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mais de 854 mil jovens de 15 a 18 anos já pediram para tirar o título de eleitor neste ano, a maioria, 55%, é do sexo feminino. Os números expressam o resultado da Campanha promovida pela Justiça Eleitoral, que ganhou o apoio de artistas nacionais e internacionais como Anitta, Pabllo Vittar e Mark Rufallo.

Jovens engajados

O processo para emitir o título de eleitor também está mais simples e rápido, tudo online, até mesmo o documento que ganha versão virtual pelo aplicativo E-Título. Alexssa Reis, estudante do 3º ano do ensino médio em uma escola pública de São Luiz conta que foi muito fácil tirar o título de eleitor pelo site. Segundo ela, em dois dias já estava liberado o acesso ao documento virtual pelo aplicativo.

“Eu tirei o título neste ano e foi tranquilo. Não foi burocrático. Eles só pediram identificação e comprovante de residência. Tudo foi rápido e, depois, já estava lá no e-título. Foi muito fácil”, conta Alexssa, em entrevista à Rádio Brasil Atual.

Erick Ribeiro, de 17 anos, que mora na grande São Paulo e estuda em uma escola particular da região, comenta que desde as eleições de 2018, quando tinha 13 anos, já tinha decidido que iria votar em 2022. Segundo o jovem, embora o compromisso de votar tenha o mesmo peso para pessoas de diferentes idades, é a juventude e a mudança de pensamento que vai ajudar a construir os novos rumos do país.

“Foi uma iniciativa própria. Desde o resultado das eleições de 2018, eu prometi a mim mesmo que tiraria meu título. Meu papel é o de qualquer cidadão, não há uma distinção entre pessoas mais novas ou mais velhas. Meu papel é ter um voto consciente. O Brasil está mudando e, nós, os mais novos, vamos renovar o país e precisamos mostrar isso nas urnas”, afirmou

Para regularizar ou tirar o título de eleitor diretamente de casa basta acessar o sistema TítuloNet, disponível no site do TSE. Os documentos que serão necessários são: comprovante de residência atualizado e documento de identificação oficial com foto. E para ter acesso ao seu documento, é só baixar o aplicativo ‘E-Título’, pelo Android ou iOS.

Foto: Arquivo/Ag. Brasil

Fonte: RBA

Close