[email protected] | (41) 3322-9885 | (41) 3324-5636

Por 10:01 Notícias, Recentes

Toffoli rejeita pedido de Bolsonaro para investigar Alexandre de Moraes

O pedido de investigação feito pelo presidente da República contra o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), durou 24 horas. Nesta quarta-feira (18), Dias Toffoli, também do STF, rejeitou a notícia-crime apresentada ontem por Jair Bolsonaro.

“Considerando-se que os fatos narrados na inicial evidentemente não constituem crime e que não há justa causa para o prosseguimento do feito, nego seguimento”, escreveu Toffoli em sua decisão. Segundo ele, não há qualquer crime na conduta do colega, relator do inquérito das chamadas fake news, “tratando-se do regular exercício da jurisdição”.

Ainda de acordo com o ministro, a maioria das alegações feitas pelo presidente é matéria de defesa. Ou seja, devem ser apresentadas no próprio inquérito. Toffoli também afirmou que um magistrado não pode se tornar réu “pelo simples fato de ser juiz”. E o Estado de direito impõe deveres e obrigações a todos.

Contra as instituições

A ofensiva de Bolsonaro contra Moraes já era vista como essencialmente política, sem chance de prosperar na Corte.

Também hoje, as centrais sindicais divulgaram nota de apoio ao ministro do STF, afirmando que o objetivo do presidente é fragilizar as instituições do Judiciário e se “blindar” contra investigações. “Além disso, esse é uma estratégia já conhecida deste desgoverno: criar fatos para esconder os grandes problemas que assolam o povo brasileiro e que a atual gestão não apenas não tem envergadura para resolver, como aprofunda de forma alarmante” afirmam.

Foto: Carolina Antunes/Agência Brasil

Fonte: RBA

Close