[email protected] | (41) 3322-9885 | (41) 3324-5636

Por 09:39 Agenda Sindical, Recentes

Participantes da UNI Américas manifestam em apoio a bancos públicos

Dezenas de sindicalistas de 24 países do continente americano promoveram, nesta terça-feira (28), um ato em defesa dos bancos públicos no centro financeiro de Fortaleza, cidade que sedia o evento. A atividade ocorreu logo após encontro temático da Aliança Latino-Americana dos Bancos Públicos, atividade preparatória da 5ª Conferência da UNI Américas.

A marcha passou por agências do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal e do Banco do Nordeste. Em frente de cada uma foram feitas manifestações, com o objetivo de mostrar a importância dos bancos públicos para o desenvolvimento econômico e social.

Entre os participantes estavam a presidenta da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Juvandia Moreira, que também é vice presidenta da UNI Américas Finanças; o presidente da instituição, Sergio Palazzo; o presidente da UNI Américas, Hector Dáer; a secretária geral, Christy Hoffman; a secretária de Relações Internacionais da Contraf-CUT, Rita Berlofa; e a presidenta do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Ivone Silva.

5ª Conferência

A 5ª Conferência da UNI Américas acontece na quarta (29) e na quinta-feira (30), em Fortaleza. O evento reúne mais de 600 dirigentes sindicais de 24 países, que representam 124 organizações de trabalhadores filiadas à UNI Global Union. A Contraf-CUT, uma das anfitriãs do evento, participa com uma delegação de cerca de 100 sindicalistas.

O encontro, com o tema “Vamos defender nossos direitos e construir nosso futuro”, vai debater e construir uma agenda de atuação no novo cenário político que se desenha na região, onde, nos últimos anos, foram eleitos governos progressistas em vários países do continente latino-americano, como México, Chile, Argentina, Honduras, Peru, Bolívia, Colômbia.

Os temas em pauta incluem a defesa dos direitos humanos e o fortalecimento da democracia, com a participação dos trabalhadores e suas representações sindicais. Também será discutida a construção de alianças com os governos progressistas, em busca de soluções de problemas sociais, como diminuição da pobreza e da desigualdade, a luta contra o racismo e outras formas de discriminação.

UNI Américas

Com sede em Montevidéu, a UNI Américas, à qual a Contraf-CUT é filiada, é o braço regional da UNI Global Union, que representa 20 milhões de trabalhadores em 150 países, nos setores de finanças, meios e entretenimento, esportes, cuidados, limpeza, segurança, comércio, cassinos, serviços postais, gráfica e embalagem e telecomunicações.

Close