[email protected] | (41) 3322-9885 | (41) 3324-5636

Por 11:17 Notícias

Lula: militares golpistas são ligados a Bolsonaro, que quer “criar caso” com urnas eletrônicas

Horas após a divulgação de que o general Walter Braga Netto, que será alçado a vice na chapa de Jair Bolsonaro (PL), afirmou a empresários da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) que não haverá eleição se votos forem auditadosLula (PT) afirmou que as Forças Armadas não devem embarcar no discurso golpista de militares ligados ao atual presidente.

As Forças Armadas não tem que ficar preocupadas com urnas eletrônicas. Isso é um dever da Justiça Eleitoral e da sociedade civil. Quem está falando isso são alguns militares ligados ao Bolsonaro, que quer na verdade ‘criar caso’, ele quer levantar suspeita, como o Trump levanta suspeita até hoje. O que Bolsonaro sabe é que o problema dele não é urna eletrônica, ele sabe que o problema dele se chama ‘povo brasileiro'”, disse Lula.

Para o petista, “o papel das Forças Armadas não é cuidar de urna eletrônica“. “Quem tem que cuidar de urna eletrônica é a Justiça Eleitoral, quem tem que fiscalizar é a sociedade civil e quem tem que fazer as mudanças é o Congresso Nacional”, afirmou.

Segundo Lula, as Forças Armadas têm uma “função nobre” e devem se ater ao que determina a Constituição.

“As Forças Armadas têm uma função muito nobre, que é de garantir a soberania desse país. As Forças Armadas têm que cuidar da segurança do nosso povo, das nossas fronteiras secas e marítimas, do nosso espaço aéreo. Ela tem que ajudar a sociedade a cuidar das nossas riquezas minerais, da nossas florestas, das nossas águas”.

Lula ainda afirmou que Bolsonaro levanta suspeitas para fazer o que Donald Trump fez nos EUA e que eleição roubada foi em 2018, quando foi eleito “contando mentiras”.

“Esse cidadão que não acredita nas urnas eletrônicas foi eleito para diversos mandatos de deputados pela votação eletrônica, os filhos dele foram eleitos. Ele foi eleito presidente da República pelo voto eletrônico. Não tem um prefeito questionando, um governador questionando, um deputado. Só ele! O que ele quer na verdade é criar confusão. Ele quer fazer a mesma coisa que o Trump fez nos EUA. Ou seja uma mentira contada mil vezes pode ter cara de verdade e ele quer levantar a suspeita de que ele foi roubado. Ora, roubado, ele roubou em 2018 com as fake news, sendo eleito contando mentiras”.

Assista ao vídeo a partir de 33 minutos e 50 segundos

Foto: Ricardo Stuckert

Fonte: Revista Fórum

Close