[email protected] | (41) 3322-9885 | (41) 3324-5636

Por 10:39 Notícias

Lula passa de 50% dos votos válidos e fica perto de vencer no primeiro turno, diz Datafolha

Nova pesquisa Datafolha desta quinta-feira (29) traz ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com percentual para vencer no primeiro turno pela primeira vez acima da margem de erro. Lula se aproxima de 51% dos votos válidos (desconsiderados brancos e nulos e nenhum), enquanto a soma dos adversários que pontuam chega a 49%.

Bolsonaro manteve os mesmos 36% de votos válidos. Simone Tebet, por sua vez, aparece com 5% e Ciro Gomes, com 6%.

A pesquisa, contratada por Folha de S.Paulo e Globo não informa casas decimais referentes à pontuação de cada candidato. Possivelmente nelas está a explicação para a soma de Lula e dos adversários não resultar em 100%, mesmo a dos votos válidos.

No levantamento do último dia 22, Lula tinha 47% dos votos totais (incluídos os brancos e nulos e indecisos), subindo 1 ponto. Os demais candidatos que pontuavam eram Jair Bolsonaro (PL), com 33% (também subiu 1), Ciro Gomes (PDT) 7% (perdeu 1), Simone Tebet (MDB) 5% e Soraya Thronicke (UB) 1%. Considerados apenas os votos válidos, Lula tinha 50,5%, e a soma dos demais chegava a 49,5%.

Em eventual segundo turno, Lula vence por 54% a 39%.

Percentual de cada um em relação ao total:

  • Lula (PT): 48% (47% em 15 de setembro)
  • Jair Bolsonaro (PL): 34% (33%)
  • Ciro Gomes (PDT): 6% (7%)
  • Simone Tebet (MDB): 5 (5%)
  • Soraya Thronicke (União Brasil): 1% (1%)
  • Felipe d’Avila (NOVO): 0% (0% na pesquisa anterior)
  • Sofia Manzano (PCB):0% (0% na pesquisa anterior)
  • Vera (PSTU): 0% (0% na pesquisa anterior)
  • Léo Péricles (UP): 0% (0% na pesquisa anterior)
  • Constituinte Eymael (DC): 0% (0% na pesquisa anterior)
  • Padre Kelmon (PTB): 0% (0% na pesquisa anterior)
  • Em branco/nulo/nenhum: 3% (4% na pesquisa anterior)
  • Não sabe: 2% (2% na pesquisa anterior)

A nova pesquisa Datafolha tem registro BR-09479/2022 no Tribunal Superior Eleitoral. A margem de erro é de 2 pontos para mais ou menos. O instituto fez 6.800 entrevistas presenciais realizadas entre ontem e hoje.

O resultado ratifica tendência de alta de Lula apresentadas por diversos institutos de pesquisa, como IpespeIpecGenial/QuaestExame/Ideia e PoderData, divulgadas ao longo na semana. Todas as sondagens refletem, portanto, pelo menos dois movimentos opostos em relação às duas principais candidaturas.

De um lado, a campanha de Lula acumulou uma série de fatos positivos. Entre eles, a grande adesão de artistas, comunidade científica, personalidades do esporte, empresários, ex-ministros do STF. Todos pedindo votos para o candidato da coligação Brasil da Esperança com objetivo de decidir a eleição em primeiro turno.

Por outro lado, Bolsonaro não esteve associado a nenhum fato positivo, e vem sendo alvo de críticas tanto internamente quanto no cenário internacional. Assim, sua campanha estagnou.

Fonte: RBA

Close