(São Paulo) O Unibanco divulgou esta semana que está abrindo espaço para profissionais com deficiência. Segundo comunicado da empresa, o objetivo principal é incluir as pessoas com deficiência, tanto nas áreas administrativas quanto na rede de agências. “Com isso, além de estimularmos a inclusão social no conglomerado, estaremos atendendo à Lei de Cotas, que estabelece que empresas com mais de 100 funcionários devem manter de 2% a 5% de profissionais deficientes ou reabilitados em seus quadros”, disse Zeca Rudge, diretor de Pessoas do Unibanco.

Para Arlene Montanari, secretária de Políticas Sociais da Contraf-CUT, é muita coincidência o Unibanco abrir espaço para os deficientes poucos dias depois de os bancários promoverem o 2º Seminário Nacional sobre Diversidade nos Bancos, realizado nos dias 20 e 21 pela Contraf-CUT em parceria com a Fetec-SP e o Seeb SP. “Vale ressaltar que o Unibanco foi um dos poucos bancos que não participou do Seminário, alegando problemas de agenda”, comentou.

Pelo comunicado do Unibanco, se enquadram como deficientes as pessoas com comprometimento total ou parcial de membros, amputações, nanismo e paralisia cerebral; perda total ou parcial de audição, com ou sem comprometimento da fala; cegueira e baixa visão; síndrome de Down e outros distúrbios que comprometam habilidades sociais e cognitivas.

As inscrições para os processos de seleção podem ser feitas pelo site www.unibanco.com.br, no link oportunidades de carreira, pessoas com deficiência. O único requisito para participar do processo seletivo é o candidato ter 2º grau completo.

Fonte: Contraf-CUT

Escreva um comentário

Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br