Representantes dos bancários debateram nesta sexta-feira (31) com representantes da Federação Nacional dos Bancários (Fenaban) a respeito da ultratividade e o calendário de negociações. O Paraná foi representado nesta reunião pelo presidente da Federação dos Trabalhadores em Empresas de Crédito (Fetec-CUT-PR) é membro do comando nacional, Deonísio Venceslau Schmidt, e pelo presidente do Sindicato dos Bancários e Financiários de Curitiba e região, Antonio Fermino.

Há uma preocupação dos bancários quanto ao curto tempo até o vencimento da convenção coletiva de trabalho (CCT) que será no dia 31 de agosto. Caso não houver acordo até esta data, os bancários estarão desprotegidos ou seja sem direitos. A ultratividade foi aprovada pelo congresso pela MP 936, mas o inimigo número um dos trabalhadores, presidente Bolsonaro, vetou a matéria para favorecer os grandes empresários, aqui especificamente os banqueiros. “Os banqueiros tanto falam em segurança jurídica e negam o princípio da livre negociação quando rejeitam a ultratividade. Ela possibilita uma negociação mais segura e mais confortável, talvez isso não interessa aos bancos”, afirma Deonisio.

“Os bancários continuarão a cobrar dos banqueiros o compromisso com a ultratividade”, afirma Fermino.

Calendário

Logo após a reunião,  o comando nacional e os bancos firmaram acordo em relação ao calendário, que fica assim:

• 04 de agosto: teletrabalho;
• 06 de agosto: emprego;
• 11 de agosto: saúde e condições de trabalho;
• 13 de agosto: igualdade
• 14 de agosto: cláusulas sociais;
• 18 de agosto: cláusulas econômicas;

As datas de 20, 21, 24, 25, 26, 27 e 28 de agosto estão reservadas para o retorno dos temas.

Texto: Flávio Augusto Laginski

Escreva um comentário

Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br