Foto: Joka Madruga/Seeb Curitiba

Na manhã desta segunda-feira, 05 de outubro, o Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários, Financiários e Empresas do Ramo Financeiro de Curitiba e região está protestando contra as demissões realizadas pelo Bradesco, durante a pandemia de Covid-19. O ato está sendo realizado em frente ao Bradesco Palácio Avenida e deve durar o dia todo.

Desde o início da semana passada, o Bradesco começou a demitir funcionários em todo o Brasil, além de fechar 500 agências bancárias. Segundo denúncias que chegaram ao Sindicato, somente em Curitiba e região seriam 150 demissões. Mais de 30 trabalhadores já entraram em contato com a entidade, que está tomando as providências cabíveis.

“Estamos realizando um dia de protesto contra as demissões que o Bradesco vem realizando durante a pandemia, mesmo diante dos altos lucros que o banco obtém. Tínhamos um acordo de manter o quadro de funcionários durante a pandemia, mas o compromisso foi quebrado”, denuncia Karla Huning, representante do Paraná na COE/Bradesco.

“Desde o início da crise sanitária, os bancários se expuseram à Covid-19 atendendo à população e mantendo os serviços essenciais. Além disso, cumpriram metas abusivas impostas pelo banco, fazendo todo o necessário para manter seu emprego. E, agora, mesmo assim estão sendo demitidos!”, acrescentou a dirigente.

Paraná
Além de Curitiba, também estão sendo realizados protestos em todo o Paraná. “A pandemia não acabou! Temos 800 mortos por dia em todo o Brasil, mais de 30 mil contaminações”, lembrou o presidente da Fetec-CUT-PR, Deonísio Schmidt. “E o Bradesco, após os funcionários gerarem mais de R$ 7 bilhões de lucro no primeiro semestre, resolve promover demissão em massa em todo o País. É preciso denunciar essa vergonha!”, acrescentou.

Fonte: SEEB Curitiba

Escreva um comentário

Rua XV de novembro, 270, sala 510, Centro, Curitiba-PR, CEP 80020-310, Fone (41)-33229885, Fax (41)-33245636, fetec@fetecpr.org.br